Sexta, 17 Setembro 2021

Entidades se articulam no Estado para Grito dos Excluídos 2020

grito_dos_excluidos_Divulgacao Divulgação

As articulações para a realização do Grito dos Excluídos 2020 na Arquidiocese de Vitória já começaram. Na próxima terça-feira (28), a equipe de organização do ato se reunirá virtualmente a partir das 18h, para definir como será o pré-grito, que contará com uma plenária na próxima sexta-feira (7), aberta ao público. O tema deste ano é "Vida em Primeiro Lugar", e o lema, "Basta de Miséria, Preconceito e Repressão! Queremos Trabalho, Terra, Teto e Participação".

O ato, realizado todo ano no dia 7 de setembro, não será restrito a ações virtuais, devendo haver também atividades presenciais que seguirão as devidas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) em virtude da pandemia do coronavírus. 

A organização do evento é composta pelo Fórum Igrejas e Sociedade em Ação,  Comitê Popular de Proteção aos Direitos Humanos no Contexto da Covid-19 e Fórum Capixaba em Defesa da Vida das Trabalhadoras e Trabalhadores. "Estamos abertos a participação de entidades que não compõem esses grupos", afirma Giovanni Lívio, do Fórum Igrejas.

Ele destaca que o lema faz referência à frase "Nenhuma família sem casa, nenhum camponês sem terra, nenhum trabalhador sem direitos", do Papa Francisco. "É a forma de motivar o debate sobre a necessidade de que todos participem de igual maneira da distribuição das riquezas", ressalta. 

Segundo Giovanni, na plenária de agosto, serão debatidos os temas saúde, educação e segurança, além de serem discutidas as ações do dia sete de setembro. 

Os temas saúde, educação e segurança foram escolhidos para serem debatidos na próxima semana em virtude das diversas formas de violência, como a urbana, por causa da pandemia, e devido à luta pela aprovação do novo Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), dos debates sobre educação à distância, e do retorno com segurança às atividades presenciais nas escolas, informa Giovanni. 

Realizado nacionalmente desde 1995 por movimento religiosos e sociais, o Grito dos Excluídos acontece como forma de se contrapor às comemorações oficiais da Independência do Brasil, apontando para os problemas sociais e ambientais que persistem no País.

Veja mais notícias sobre Direitos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 17 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/