Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Segunda, 02 Agosto 2021

Serviço de denúncia de violações de direitos humanos é inaugurado em Vitória

diego_herzog_Creditos_redessociais Redes Sociais

Está em funcionamento o Serviço de Atendimento Humanizado às Vítimas de Violações de Direitos Humanos (Sahuv), do governo do Estado, executado pela Associação Grupo Orgulho, Liberdade e Dignidade (Gold). Os capixabas podem fazer denúncias de violações de direitos humanos ocorridas em qualquer parte do Espírito Santo, inclusive, preservando o anonimato.

As denúncias, afirma o presidente da Gold, Diego Herzog, são encaminhadas para os órgãos competentes, havendo, também, o acompanhamento completo de todos os casos. "Por exemplo, se é sobre violência contra o idoso, encaminhamos para a Delegacia do Idoso. Se é contra criança e adolescente, para o Conselho Tutelar", explica.

A sede do Sahuv é na rua 13 maio, 47, no Centro de Vitória. As pessoas podem fazer suas denúncias pelo telefone (27) 3636.6231 ou pelo e-mail . Outra forma de denunciar é pelo Disque 100. Além de receber, encaminhar e acompanhar as denúncias, o serviço também tem como objetivo coletar dados para elaboração de políticas públicas.

"A gente pode detectar que no norte as violações são mais contra a população negra, contra as comunidades quilombolas. Ou então que, no sul, é mais contra os idosos. A ideia não é somente mapear os tipos mais frequentes de violações, os grupos, mas também as regiões nas quais acontecem com mais frequência, trabalhando as diversas realidades regionais", ressalta o presidente da Gold.

Diego relata que o serviço surgiu por meio de edital do Governo do Estado para a sociedade civil, no qual a Gold foi contemplada. A equipe conta com psicólogos, assistente social, técnicos-administrativos e educador popular. O coordenador é o militante do Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH), Gilmar Ferreira. "A Gold atua na perspectiva de que os direitos humanos possam ser uma política de estado, uma política permanente", afirma Gilmar.

Para ele, esse tipo de atuação "faz toda diferença". "Entra governo, sai governo, a política permanece, se consolida na sociedade civil e na estrutura de Estado. Torna-se uma política que a própria sociedade conhece e exige", reforça.

Gilmar destaca que o Sahuv é uma iniciativa pioneira no Espírito Santo. "Em se tratando de um canal de denúncia, com equipe técnica, multidisciplinar, com capacidade de atendimento humanizado, é o primeiro", exalta.


O projeto foi pensado pela 
Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH), ao analisar o balanço de denúncias recebidas referentes a situações de violação dos direitos das crianças e dos adolescentes, pessoas idosas, pessoas com deficiência, internos de unidades prisionais, entre outras relacionadas ao gênero e à raça. A Associação Grupo Orgulho, Liberdade e Dignidade (Gold) foi a Organização da Sociedade Civil (OSC) selecionada por meio de edital de chamamento público.

Veja mais notícias sobre Direitos.

Veja também:

 

Comentários: 1

João José Barbosa Sana em Terça, 18 Mai 2021 11:36

É necessário afirmar os direitos humanos de todas as pessoas. Um serviço muito relevante para o conjunto da sociedade e, particularmente, para as mulheres em situação de violência, a população LGBTQIA+, a juventude negra....
Desejo sucesso de todas pessoas que trabalham no projeto. Parabéns a GOLD!

É necessário afirmar os direitos humanos de todas as pessoas. Um serviço muito relevante para o conjunto da sociedade e, particularmente, para as mulheres em situação de violência, a população LGBTQIA+, a juventude negra.... Desejo sucesso de todas pessoas que trabalham no projeto. Parabéns a GOLD!
Visitante
Segunda, 02 Agosto 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/