Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Segunda, 21 Junho 2021

No sexto mês de gestão, Pazolini define Coordenação de Diversidade Sexual

pazolini_reproducao Reprodução
Após mobilização de entidades da área e no sexto mês de gestão, a Prefeitura de Vitória nomeou Renata Segóvia Ferreira para a Coordenação de Políticas de Diversidade Sexual. Ela já ocupa o cargo de gerente de Políticas de Cidadania e Direitos Humanos na administração de Lorenzo Pazolini (Republicanos).

A nomeação foi publicada na edição da última terça-feira (1) do Diário Oficial do Município. Renata Segóvia Ferreira, que não tem atuação conhecida pelos movimentos, assumiu o primeiro cargo também recentemente, como consta em ato do dia 18 de maio.

A escolha do nome para a Coordenação de Políticas de Diversidade Sexual foi feita após cobrança pública. Na última sexta-feira (28), o Grupo Orgulho, Liberdade e Dignidade (Associação Gold) encaminhou um ofício à prefeitura, pedindo explicações sobre a demora e apontou descaso de Pazolini com a pauta LGBTQI+.

"São dois cargos totalmente distintos e, com isso, a causa LGBTQI+ pode continuar de lado, porque a pessoa vai estar ocupada com duas funções. Foi só uma nomeação, para não ficar feio para o prefeito", alerta o presidente da entidade, Diego Herzog Peruch.

Na segunda-feira (31), a coordenadora de ações e projetos da Associação Gold, Déborah Sabará, adiantou que o nome escolhido por Pazolini deveria ter afinidade com as políticas LGBTQI+, conhecendo as que já existem a nível estadual, municipal e federal. "Deve ser sensível e entender que a promoção de políticas é quando a gente sai da área de conforto e vai olhar para as pessoas que estão à margem da sociedade", enfatiza.

Na ocasião, Diego Herzog explicou que a pasta tem a função de formular, articular, propor e monitorar a promoção da cidadania e a garantia de direitos das pessoas LGBTQI+. "São coordenações da prefeitura que vão auxiliar o prefeito na construção de políticas públicas para esses segmentos da população. Então, se isso atrasa, essa população fica com um déficit na criação de políticas", afirma.

A instituição da Coordenação de Diversidade em Vitória foi consolidada em 2010, como uma conquista do movimento LGBTQI+.

Veja mais notícias sobre Direitos.

Veja também:

 

Comentários: 1

Rodrigo em Sábado, 05 Junho 2021 22:42

Em pouco tempo esse prefeito já mostrou a que veio. Reforma da previdência, fim da licença sem remuneração para servidores cuidadores de questões pessoais. Secretarias e sub-secretarias abandonadas, etc. etc. etc.

Em pouco tempo esse prefeito já mostrou a que veio. Reforma da previdência, fim da licença sem remuneração para servidores cuidadores de questões pessoais. Secretarias e sub-secretarias abandonadas, etc. etc. etc.
Visitante
Segunda, 21 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/