Terça, 24 Mai 2022

​Petroleiros capixabas dão início a assembleias para deliberação de greve

petrobras_Sede_sindipetro Sindipetro-ES

O Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo (Sindipetro/ES) deu início às assembleias para deliberar sobre a possibilidade de greve, caso o governo Bolsonaro leve adiante a ideia de privatizar a Petrobras. As primeiras foram nessa terça-feira (7), no aeroporto de Vitória, e nesta quarta (8), no Terminal Aquaviário Barra do riacho (TABR), em Aracruz, norte do Estado. A realização das assembleias em todo o país foi decidida em reunião do Conselho Deliberativo da Federação Única dos Petroleiros (FUP), realizada na semana passada.

O Espírito Santo foi o primeiro estado a realizar as assembleias. Os demais darão início ao debate com os trabalhadores na próxima semana. O que está sendo votado, explica o coordenador geral do Sindipetro/ES, Valnísio Hoffmann, é o indicativo de greve, ou seja, não é uma paralisação imediata, mas que ocorrerá somente se um projeto de privatização da estatal for encaminhado para o Congresso Nacional. O dirigente sindical acredita que, diante da pressão do mercado junto ao Ministro da Economia, Paulo Guedes, há chance de isso acontecer.

Hoffmann afirma que, na assembleia do aeroporto, o indicativo de greve foi aprovado por unanimidade. Nesta quarta-feira (8), apenas uma pessoa, que ocupa cargo de chefia, se posicionou contrária. O coordenador geral do sindicato salienta que privatização é "uma falácia" e exemplifica com o que ocorre na BR Distribuidora e na Liquigás.
Foto: Divulgação

No caso da Liquigás, Hoffmann recorda que sua privatização foi defendida por Paulo Guedes como uma forma de reduzir pela metade o valor do gás de cozinha, o que não aconteceu. Quanto à BR Distribuidora, ele afirma que pouca gente sabe que ela não pertence mais à Petrobras, uma vez que foi comprada por uma empresa chamada Vibra, que tem autorização para utilizar a logomarca da estatal durante cinco anos.

"A privatização é uma falácia. Prometem, prometem e não cumprem. O combustível está caro e o gás de cozinha também. É a ganância do mercado. Os investidores estão preocupados com o lucro, mas deveriam ouvir mais o choro das famílias do que o próprio bolso. Querem ganhar em cima do sofrimento das pessoas, mas os petroleiros não irão deixar", diz Hoffmann.

Calendário de Assembleias

Ainda nesta semana, serão realizadas assembleias na quinta-feira (9), no aeroporto de Vitória e na Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas (UTGC), em Linhares, norte do Estado; e na sexta-feira (10), na Unidade de Tratamento de Gás (UTG), em Anchieta, no sul.

Na próxima semana, as assembleias serão na terça-feira (14), no aeroporto; na quarta-feira (15), no Terminal Aquaviário de Vitória (Tevit), na Capital; na quinta-feira (16), novamente no aeroporto, e no Edifício Vitória (Edivit), sede da Petrobras. Por último, haverá uma assembleia na sexta-feira (17), na UTGC.

Veja mais notícias sobre Direitos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 24 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/