Sábado, 25 Junho 2022

???Queremos uma declaração do governador de que o Banestes continuará público e estadual???

???Queremos uma declaração do governador de que o Banestes continuará público e estadual???
O coordenador-geral do Sindicato dos Bancários do Espírito Santo (Sindibancários/ES), Jessé Alvarenga, cobrou um posicionamento público do governador Paulo Hartung (PMDB) sobre a possibilidade de venda do Banestes. “Queremos uma declaração do governador reassumindo o compromisso de que o banco continuará público e estadual”, afirmou o sindicalista, que anunciou a rearticulação do Comitê em Defesa do Banestes. Ele também rebateu os termos do comunicado ao mercado, pubicado pela direção do banco, que negou os rumores de privatização.



De acordo o sindicalista, o documento omitiu informações sobre o estudo para abertura do capital da Banestes Seguros (Banseg), subsidiária da instituição financeira. No comunicado, a direção do banco afirmou que existem apenas estudos e ações para ampliação das áreas de negócio. Entretanto, Alvarenga aponta que o fato relevante publicado no dia 22 de janeiro de 2015 cita a possibilidade de “reorganização societária que viabilize a entrada em novos ramos de seguros por meio de aporte de capital de parceiro estratégico”. Para ele, a medida só poderia ocorrer com a abertura de capital.



O sindicalista questionou ainda a falta de transparência na contratação do Banco Plural S.A Banco Múltiplo para a prestação dos serviços de consultoria à seguradora. No comunicado ao mercado, a direção do banco disse que a contratação não teria relação com o governo Hartung, tese rebatida por Alvarenga. “Quem controla o Banestes é o governo (o Estado tem 92,37 das ações do banco). Dos nove conselheiros [de Administração], oito são do governo. Ou seja, o banco não faz nada sem passar pelo Palácio Anchieta”, respondeu.



Jessé lembrou que, na época da contratação da consultoria – em julho passado –, a entidade remeteu um ofício ao governador, pedindo explicações sobre o assunto, mas não obtiveram resposta. “Queremos uma declaração do governador, mas ela não veio até agora”, lembrou. Alvarenga mencionou outros sinais internos que demonstrariam um clima favorável à privatização do Banestes, como a edição de normas de procedimentos para administradores em caso de alienação/venda de ações.



Sobre a rearticulação do Comitê em Defesa do Banestes Público e Estadual, Alvarenga explicou que o objetivo é de acompanhar qualquer eventual processo de venda do banco. O grupo, formado por sindicatos e movimentos sob coordenação do Sindibancários, teve participação importante na reação contra as negociações do Banestes no ano de 2009, quando Hartung também era governador do Estado. Na época, o comitê realizou um plebiscito, cujo resultado apontou que 91% dos capixabas eram contrários à venda do banco.

Veja mais notícias sobre Economia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/