Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,79
Sexta, 16 Abril 2021

Alunos de Itapemirim protestam contra implantação de Escola Viva no município

Os alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Washington Pinheiro Meirelles, em Itapemirim, no sul do Estado protestaram nesta segunda-feira (28) contra a implementação de uma nova unidade da Escola Viva na cidade. Com mais de 60 anos de existência, a unidade que acolhe o Escola Viva, além de ensino fundamental e médio, oferecia cursos técnicos.



O protesto – assim como os outros atos feitos em diversas escolas do Estado – se deu pela falta de transparência nas tratativas para a implantação do projeto, que ainda não foi confirmado, e pela impossibilidade de diversos alunos em permanecerem na escola depois que foi implementado o tempo integral, em função do trabalho ou estágio. A escola atende atualmente a cerca de mil alunos.



As manifestações de estudantes e demais atores da comunidade escolar contra a implantação da Escola Viva em unidades que já existem têm se espalhado pelo Estado. No início deste mês os alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) José Leão Nunes, no bairro Vale Esperança, em Cariacica também protestaram contra a transformação da unidade em uma Escola Viva.



No caso da escola de Cariacica também não houve diálogo antes da tomada de decisão, apenas uma reunião para comunicar a transformação em Escola Viva. A escola atende atualmente a 1,2 mil alunos de 11 bairros do entorno, mas nem todos eles têm condições de frequentar a unidade em período integral.



A comunidade escolar não teve direito a opinar sobre a implantação e os professores que não puderem ficar na unidade serão deslocados para outras escolas.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 17 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection