Sábado, 25 Junho 2022

Cai taxa de analfabetismo entre pessoas com 15 anos ou mais no Espírito Santo

Cai taxa de analfabetismo entre pessoas com 15 anos ou mais no Espírito Santo
A taxa de analfabetismo entre pessoas com 15 anos ou mais no Espírito Santo diminuiu de 9,5% em 2004 para 6,7% em 2012, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  O índice caiu 2,8% e se manteve durante este ano menor que a taxa de analfabetismo brasileira, taxada em 8,7%, e maior que a taxa da região Sudeste, de 4,8%, conforme registro do mesmo estudo. 
 
A queda, apesar de positiva, retrata que ainda há no estado um contingente de 192 mil analfabetos capixabas. O índice capixaba se mantém menor que  Minas Gerais (7,8%) e maior que a do Rio de Janeiro (3,7%) e São Paulo (3,8%).
 
“A taxa de analfabetismo tem se mostrado maior nos grupos de idade mais elevados, porém, esta taxa vem diminuindo em todos os grupos etários ao longo do tempo”, divulgou o IBGE. 
 
A taxa de escolarização de crianças de quatro ou cinco anos também ficou acima da média nacional em 2012. Segundo o estudo, a taxa (percentual de estudantes de um determinado grupo etário em relação ao total de crianças do mesmo grupo etário) das crianças dessa faixa etária foi de 88,8% (acima da média nacional de 78,2%), e para as crianças entre 6 e 14 anos de idade foi de 97,9% (abaixo da média nacional de 98,2%). 
 
Já para os adolescentes entre 15 e 17 anos, o percentual foi de 81,8%; entre os jovens de 18 a 24 anos foi de 26,8%, e entre as pessoas de 25 anos ou mais, 4%.
 
Em 2012, o ensino superior no Espírito Santo possuía 123 mil estudantes, sendo que a maior parte deles estava matriculada na rede privada (90 mil estudantes ou cerca de 72,9% dos alunos do ensino superior). A rede pública, por sua vez,  tinha matriculados 33 mil estudantes (27,1% do total de alunos).
 
Já em relação ao total de 1 milhão de estudantes de ensino fundamental e médio identificados no Estado em 2012 pela pesquisa, 791 mil estavam matriculados na rede pública cursando o nível fundamental e médio. O que correspondia a 79,1% dos estudantes. Do total de estudantes da rede pública, 60,3% dos estudantes identificados em 2012 frequentavam  o ensino fundamental, segundo o IBGE. 

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/