Quinta, 11 Agosto 2022

Caravanas do Estado estão em Brasília protestando contra a PEC 55

Estudantes, servidores, trabalhadores de diversos setores e representantes sindicais do Estado estão em Brasília nesta terça-feira (29) para acompanhar a votação em primeiro turno, pelo Plenário do Senado, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55/2016. A matéria limita os gastos públicos nos próximos 20 anos e enfrenta forte resistência destes setores da sociedade.



A matéria é combatida por cortar orçamento em áreas sociais estratégicas, como saúde, educação, previdência e segurança pública para o pagamento dos juros da dívida pública. A PEC 55/16 representa investimentos congelados por 20 anos – que serão corrigidos apenas pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – para saúde, educação, transporte público, moradia, segurança, saneamento, e tudo que seja serviço do estado.



Na manhã desta terça-feira a caravana de alunos do campus de Alegre, no sul do Estado, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) chegou à Brasília para se juntar a milhares de outros de todo o País nos protestos que ocorrem na Capital federal.



O Sindicato dos Bancários do Estado (Sindibancários-ES) também enviou ônibus para Brasília com diretores, bancários de base e integrantes de movimentos sociais para fortalecer a mobilização. A entidade ressalta que a votação da PEC dá continuidade e intensifica a extensa agenda golpista arquitetada contra o Brasil.



Além da PEC 55, nesta terça-feira pode ser votado o Projeto de Lei (PLS) 204/2016, que trata da securitização de dívidas públicas. Para o Sindibancários, a proposta legaliza novos esquemas sofisticados de geração de dívida pública de modo a fazer com que o povo continue pagando cada vez mais.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 11 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/