Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Sábado, 15 Mai 2021

Governo acena para flexibilização nas escolas em cidades de risco alto

alunos_mascara_agencia_brasil Agência Brasil

O governador Renato Casagrande sinalizou, nesta sexta-feira (30), mudanças nas regras para realização de aulas presenciais nas unidades de ensino dos municípios classificados em risco alto para Covid-19. Ele recordou que nessas localidades já é permitido fazer atendimentos individuais presenciais para os estudantes, porém, é estudada a possibilidade de "dar um passo a mais", não detalhando ainda as mudanças.

Casagrande afirmou que o assunto foi debatido na Sala da Situação de Emergência em Saúde Pública do Governo do Estado para a Covid-19, mas ainda sem definição final, e, durante a próxima semana, continuará a dialogar com o Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe/ES) e com os sindicatos de trabalhadores da educação, para estabelecer as medidas a serem tomadas, que serão anunciadas na próxima sexta-feira (7).

O professor e integrante do Coletivo Educação Pela Base, Antônio Barbosa, afirma que o grupo se posiciona contra qualquer tipo de flexibilização. "O governo tem o posicionamento de colocar trabalhadores, estudantes e seus familiares em risco. É preocupante agir dessa forma. Somos contrários a qualquer tipo de flexibilização para agradar a grupos privados, a vida está acima do lucro", critica.

O docente faz críticas às mudanças feitas pelo Governo do Estado ao longo da pandemia no âmbito das escolas. Ele afirma que o Educação Pela Base acredita ser um erro a possibilidade de atendimento individual durante a semana e recorda que, em outubro de 2020, a gestão de Renato Casagrande estabeleceu que em municípios de risco moderado não haveria aulas presenciais, mas mudou a determinação pouco tempo depois.

Antônio afirma, ainda, que a Nota Técnica 82 estabelece que o fechamento temporário de escolas onde há, no mínimo, dois casos de Covid-19 registrados. Entretanto, em diversas escolas as aulas presenciais prosseguiram mesmo com grande quantidade de casos de Covid-19 entre trabalhadores e estudantes. Quanto à vacinação, ele afirma que ainda é "pequena, insignificante". Além disso, defende que é preciso fazer testagem em massa da comunidade escolar.

Na manhã dessa quinta-feira (29), o Educação Pela Base realizou um ato em frente à Secretaria Estadual de Educação (Sedu) para reafirmar a defesa do retorno das aulas presenciais somente com vacinação dos trabalhadores da educação. Também fizeram um memorial em homenagem aos profissionais que morreram vítimas da Covid-19.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 15 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/