Dólar Comercial: R$ 5,31 • Euro: R$ 6,29
Sexta, 04 Dezembro 2020

Escola estadual suspende atividades em São Roque do Canaã após contágios por Covid-19

escola_david_roldi_CreditosDivulgacao Redes Sociais

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio David Roldi, em São Roque do Canaã, noroeste do Estado, precisou paralisar suas atividades durante 15 dias devido ao registro de quatro casos de Covid-19 entre funcionários. O colégio foi fechado na última segunda-feira (26), como informam pais de alunos. O educador Swami Bérgamo, do coletivo de professores Resistência e Luta, acredita que virão outros casos semelhantes. "Essa responsabilidade está na conta do governo", pontua.

Para Swami, a gestão de Renato Casagrande (PSB) "não encarou a realidade da pandemia e não cumpriu seu papel de proteger a saúde da população". Pais de alunos afirma que a escola tem boa infraestrutura, mas não é possível fazer com que os alunos mais velhos, e principalmente os menores, concretizem ações de prevenção ao vírus, como uso de máscara e isolamento social.

"A escola é um ambiente propício ao contágio. Os alunos não compreendem a necessidade dos cuidados. Crianças gostam de abraçar professores, se abraçam entre elas, trocam garrafinha de água, merenda", relatam. Eles dizem que poucos pais deixaram seus filhos retornarem para as aulas presenciais, inclusive, a turma inteira do terceiro ano do ensino médio não compareceu e as demais ficaram esvaziadas. "Enquanto não houver vacina, as aulas têm que ser online e todos devem ter acesso. É preciso garantir internet para todos", defendem.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação (Sedu), a Superintendência Regional de Educação de Colatina, que supervisiona as unidades de ensino da região, informa que todas as medidas foram tomadas, conforme orienta os protocolos da Sedu em conjunto com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).

Ainda de acordo com a Sedu, no período de fechamento, a escola ela será higienizada pela Vigilância Epidemiológica. A secretaria afirma também que os profissionais que tiveram contato com as pessoas contaminadas foram afastados e estão sendo testados. "Dos alunos que compareceram à escola, todos foram testados e o resultado deu negativo para Covid", garante por meio de nota.

Swami contesta a eficácia do protocolo sanitário da Sedu em conjunto com a Sesa. "A situação de São Roque mostra que o protocolo sanitário do governo do Estado não é aplicável, que não contém a pandemia. Lamentamos o ocorrido e que as pessoas sejam submetidas a risco", reforça.


As aulas na rede pública do Estado tiveram início no último dia 13, sob protestos de professores e coletivos da Educação.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários: 8

Goreth em Sábado, 31 Outubro 2020 12:14

Tem mais escolas com vários funcionários com Covid. Inclusive a vigilância sanitária já foi na escola e falou que está tudo bem! Mesmo três casos confirmados e vários com suspeita de Covid.

Tem mais escolas com vários funcionários com Covid. Inclusive a vigilância sanitária já foi na escola e falou que está tudo bem! Mesmo três casos confirmados e vários com suspeita de Covid.
LEONARDO em Sábado, 31 Outubro 2020 12:21

Não é a única escola com casos. O governo omite e expõem a comunidade escolar por questões políticas de uma eleição que se aproxima.

Não é a única escola com casos. O governo omite e expõem a comunidade escolar por questões políticas de uma eleição que se aproxima.
LEONARDO em Sábado, 31 Outubro 2020 12:23

*expõe.

*expõe.
Eduardo Coelho em Sábado, 31 Outubro 2020 12:40

Fora Casagrande. Irresponsabilidade com a vida dos cidadãos

Fora Casagrande. Irresponsabilidade com a vida dos cidadãos
Wellington em Sábado, 31 Outubro 2020 13:21

Na escola Franelina Carneiro Setúbal em Itaparica, tem 3 ou mais casos entre professores e alunos e até agora não tomaram nenhuma providência para o fechamento.

Na escola Franelina Carneiro Setúbal em Itaparica, tem 3 ou mais casos entre professores e alunos e até agora não tomaram nenhuma providência para o fechamento.
Christiane em Sábado, 31 Outubro 2020 16:33

Os servidores das escolas não tiveram opção. Tiveram que retornar, salvo os que comprovaram serem do grupo de risco.
Já os alunos, voltaram porque quiseram ou porque seus responsáveis quiseram assinando,inclusive, documento de autorização.
Por isso, não podem reclamar.
O Governo abriu as escolas, mas foi quem quis.
Não adianta apenas, culpar o Governo. Ele deu opção de escolha.
Sendo assim, as escolas só permanecerão abertas se os pais quiserem enviar seus filhos.
Sem alunos, as escolas fecharão. Está nas mãos dos pais resolverem essas questões e, não nas mãos do Governo.

Os servidores das escolas não tiveram opção. Tiveram que retornar, salvo os que comprovaram serem do grupo de risco. Já os alunos, voltaram porque quiseram ou porque seus responsáveis quiseram assinando,inclusive, documento de autorização. Por isso, não podem reclamar. O Governo abriu as escolas, mas foi quem quis. Não adianta apenas, culpar o Governo. Ele deu opção de escolha. Sendo assim, as escolas só permanecerão abertas se os pais quiserem enviar seus filhos. Sem alunos, as escolas fecharão. Está nas mãos dos pais resolverem essas questões e, não nas mãos do Governo.
WAGNER em Sábado, 31 Outubro 2020 20:16

"Opção de escolha" além de redundante é uma indução à decisão.

"Opção de escolha" além de redundante é uma indução à decisão.
Christiane em Domingo, 01 Novembro 2020 01:05

Realmente, você está coberto de razão. Desculpe-me pela redundância e pela indução à decisão.

Realmente, você está coberto de razão. Desculpe-me pela redundância e pela indução à decisão.
Visitante
Sexta, 04 Dezembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection