Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,79
Sábado, 10 Abril 2021

Comunidade escolar protesta contra exoneração de diretor em Cariacica

protesto_escola_cariacica_divulgacao Divulgação

Um grupo de professores, servidores e comunidade escolar realizou protesto na manhã desta quarta-feira (6) na Secretaria Municipal de Educação de Cariacica (Seme), no bairro de Itaquari. O motivo é a exoneração do diretor da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) São Jorge, localizada em Rio Marinho. A informação foi publicada na terça-feira (5) no Diário Oficial do município e pegou a todos de surpresa.

Divulgação
O grupo manifestante foi recebido na Secretaria, que se comprometeu a analisar o caso e responder num prazo de até 10 dias. "Havia eleição prevista para o ano de 2020 do novo diretor e do corpo gestor da escola. Porém essa eleição foi adiada para 2021 por conta da pandemia. A gente continuaria com esse grupo gestor até a próxima eleição, mas fomos surpreendidos com a notícia da exoneração", explicou Ludimila Barreto, coordenadora da escola.

Além do ato, foram lançados dois abaixo-assinados, um online, que contava com quase 500 assinaturas até o fechamento desta matéria, e outros colhendo assinaturas físicas em Rio Marinho e que reuniram mais de 300 assinantes, sendo protocolado na Seme junto com a manifestação.

As ações estão mobilizando o Conselho de Escola, Conselho Fiscal, funcionários, professores e moradores de Rio Marinho. Ludimila explica que o ex-diretor, Evandro Ribeiro Chagas, é professor da escola e conhece bem a realidade local, tendo feito um bom trabalho em termos de gestão democrática. 

"Como o Evandro estava no cargo temporariamente por conta do licenciamento da diretora anterior, sabíamos que poderia ser retirado dele, mas isso foi feito de maneira arbitrária, o conselho não foi consultado", afirma Ludimila. "O que a escola quer é a possibilidade de escolher a direção. Se não for possível realizar novas eleições por conta da pandemia, queremos que seja feito ao menos um pleito interno no conselho escolar", questionou a coordenadora. 

Para o lugar que era ocupado por Evandro foi nomeada a anterior vice-diretora Shirley Amorim Coelho, tendo como novo vice Ivo Francisco Scardua Adami. Este foi diretor de escola em Vila Velha e é ligado ao ex-vereador e presidente da Câmara do município, Ivan Carlini (DEM), correligionário do atual prefeito, Euclério Sampaio. A secretaria de Educação permanece sob o comando José Roberto Martins Aguiar, que foi secretário na gestão anterior de Juninho (Cidadania)

Além de Evandro, cuja saída mobilizou a comunidade escolar onde atua, outro diretor e duas vice-diretoras foram exonerados no mesmo ato, assim como Shirley Amorim, que foi exonerada do cargo de vice e nomeada como diretora na escola São Jorge. Outro questionamento do grupo é que além de não ter passado por consulta no conselho, como é esperado  por conta da normativa de gestão democrática das escolas, as nomeações no Diário Oficial não foram feitas protempore, como se exigiria pelo fato de não terem sido realizadas por meio de eleição direta.

Em Cariacica, os diretores das escolas possuem mandatos de três anos. O último pleito foi realizado em novembro de 2017 em 104 das 106 unidades educacionais da rede municipal. No processo eleitoral, podem votar profissionais, professores, alunos acima de 12 anos e pais ou responsáveis. Podem se candidatar professores efetivos fora do período de estágio probatório.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 10 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection