Terça, 24 Mai 2022

Pais e alunos protestam diante da precariedade de escola estadual em Jacaraípe

Pais e alunos protestam diante da precariedade de escola estadual em Jacaraípe
A comunidade escolar da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Jacaraípe, na Serra, realizou um protesto na tarde desta quinta-feira (17) contra as precárias condições da unidade. O protesto seguiu pela Abdo Saad, a principal avenida de Jacaraípe, até a Praça Encontro das Águas. A situação da escola é tão precária que as salas são chamadas “saunas de aula” por não terem ventilação adequada.



Além do calor extremo nas salas, provocado pelo não funcionamento dos ventiladores, que estão quebrados, no horário da tarde, o sol bate diretamente em algumas dessas salas e os alunos são obrigados a assistirem às aulas do corredor.



A precariedade da escola também passa pela falta de acessibilidade, de segurança e de condições para que os alunos assistam às aulas com conforto. Até a água dos bebedouros é quente.



Diante da total falta de providências por parte da Secretaria Estadual de Educação (Sedu) e da inércia do Ministério Público Estadual (MPES), que também recebeu denúncias e nada fez, os alunos, professores e familiares decidiram protestar na tarde desta quinta-feira.



De acordo com o manifesto de pais e alunos da escola, quando o governo divulga o alto investimento no programa Escola Viva – que institui turno único nas escolas estaduais – faz parecer que existe uma preocupação com a melhoria da educação no estado. “Entretanto, enquanto se gasta em propagandas e aluguel de prédios caros para a Escola Viva funcionar, mascara-se a triste realidade das demais escolas”, diz o documento.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 24 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/