Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Quinta, 21 Janeiro 2021

Professores de Vitória criam associação para defender seus direitos

Professores de Vitória criam associação para defender seus direitos

Denunciando a omissão do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes) na condução das reivindicações dos trabalhadores em Educação do município, um grupo de professores de Vitória  criou uma associação, a PAD-Vix, para defesa da categoria. 


Entre as  medidas anunciadas pela coordenação da PAD-Vix, estão uma ação judicial visando a correção das perdas salariais e pedido para que sejam revistas as demissões de servidores do magistério em função da greve da categoria. 


A organização Professoras(es) Associadas(os) pela Democracia em Vitória-ES,  a PAD-Vix, foi fundada na última quarta-feira (8), em assembleia. Já conta com 70 associados, com meta para atingir 100 filiados este mês, como comemora a pedagoga Jussara Poletti, diretora da Emef Padre Anchieta. Ela é uma das coordenadoras da PAD-Vix.   


A pedadoga denuncia o autoritarismo na gestão pública no Estado e país, e dá como exemplo a gestão Luciano Rezende (PPS), prefeito de Vitória. Em resposta ao movimento reivindicatório da categoria do magistério, que fez greve  de 26 de março a 24 de abril deste ano, o prefeito cortou o ponto da categoria, o que levou ao não pagamento destes dias. Foi uma medida inédita no Estado e município, denuncia a pedagoga. Em geral, o magistério repõe os dias parados.   


A retaliação aos professores não parou por ai. Foram  realizadas demissões após  procedimentos administrativos, os PADs,  feito à moda da administração Luciano Rezende. A associação criada não reconhece estes atos, afirma  Jussara Poletti. 


A pedagoga anuncia que todas as arbitrariedades da administração Luciano Rezende serão  denunciadas à Justiça.  Entre os processos, para  requerer a reposição das perdas salariais, de cerca de 28%, apurados nas duas gestões do prefeito.  


Ao relatar a criação da associação, Jussara Poletti afirma que a direção do Sindiupes não  cumpriu suas obrigações durante a greve do magistério de Vitória, se omitindo no encaminhamento das reivindicações da categoria. Este fato levou à criação da entidade, relata a professora.


A nova organização já lançou seu grito de guerra através da mídia social. Como  no chamado para a organização da PAD-Vix, por exemplo:  #Educação e Luta: sem sindicato de luta de classe, com profissionais sendo execrados, humilhados e demitidos pelo poder público, tendo que pagar advogados do próprio bolso ou com auxílio de vaquinhas feitas pelos colegas camaradas, pois o $indiuPHe$ está corrompido pelo capital e cimentado por fraude eleitoral e violação estatutária, dominado pelo patronalismo e pela pelegagem, está sendo criada uma associação de professores de Vitória. Apóie essa luta!


A educação em Vitória conta com cerca de quatro mil trabalhadores, dos quais apenas a metade de pessoal concursado.  

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 21 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection