Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Quarta, 27 Janeiro 2021

Professores DTs se reúnem com representante da gestão Luciano Rezende nesta quarta-feira

luciano_rezende_leonardo_sa_5982 Leonardo Sá

Docentes em Designação Temporária (DTs) de Vitória e integrantes do Professores Associados pela Democracia de Vitória (Pad-Vix) se reunirão com um representante da Secretaria de Gestão, Planejamento e Comunicação (Seges) da gestão de Luciano Rezende (Cidadania) nesta quarta-feira (25), para tratar da renovação dos contratos que terminam em dezembro próximo. A reunião foi marcada durante um ato realizado pelos professores nesta terça-feira (24), em frente à prefeitura. 

A reunião contará com três representantes da Pad-Vix e 12 professores DTs. O grupo reivindica a renovação dos contratos de cerca de 1.000 professores, além da convocação dos aprovados no concurso público realizado no início deste ano. Por meio do ato, os trabalhadores buscavam conversar pessoalmente com o prefeito. Entretanto, segundo o professor e diretor da Pad-Vix, Madson Moura Batista, Luciano Rezende não estava no momento, por isso, o grupo foi recebido na Secretaria de Gestão.

"Claro que a gente preferia falar com o prefeito, mas essa reunião pode abrir um canal para colocar nosso pleito e dialogar com a gestão. Caso nossas reivindicações não sejam atendidas, teremos que pensar em outras ações para alcançar nosso objetivo", diz Madson. 

Também nesta terça, o deputado estadual Sergio Mageski (PSB) se pronunciou sobre o assunto na sessão ordinária da Assembleia Legislativa. "Que o atual prefeito, antes que termine seu mandato, deixe essa boa impressão e estenda esses contratos por mais um ano. Isso não influi em nada negativamente para a prefeitura. É bom para os professores, é bom para as escolas e até mesmo para a imagem do prefeito, que sai deixando uma boa imagem diante desse grupo de professores", disse interpelando em alguns momentos o deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania), por ter uma boa relação com Luciano Rezende, para que convença o prefeito da necessidade de renovação contratual.

O professor Madson Moura Batista ressalta que o sentimento dos professores é de apreensão e insegurança, já que, embora tenho sido promulgada em outubro deste ano a Lei 9.693, de autoria do vereador Leonil (Cidadania), que permite a prorrogação de um ano dos contratos de DTs, o prefeito ainda não se manifestou sobre a questão.

Algumas das justificativas do projeto de lei para a prorrogação, segundo o artigo 3º da lei, são a pandemia e a falta de processo seletivo. A crise sanitária também é um dos argumentos dos professores para a renovação dos contratos, por ser um momento de maior dificuldade para as pessoas conseguirem emprego. Outro motivo, aponta Madson, é o fato de que os professores tiveram treinamento por parte das escolas para executar o trabalho de forma online. Então, caso os contratos não sejam renovados, seriam perdidos profissionais já capacitados.

Madson afirma ainda que, durante o ato, muitos professores relataram que precisam permanecer nas escolas porque seus cônjuges ou outras pessoas da família perderam emprego ou tiveram seus salários rebaixados devido à pandemia do coronavírus. "Muitos falaram que o prefeito deve pensar na dignidade da pessoa humana, pincipalmente em um momento extraordinário como este", reforçou.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 27 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection