Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,72
Quinta, 29 Outubro 2020

Sindicato vai denunciar desperdício de merenda em escolas estaduais

O Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sindipúblicos) pretende denunciar o desperdício de dinheiro público causado pela terceirização da merenda escolar no Estado aos órgãos de controle em todas as esferas, seja estadual e federal.
 
As refeições que sobram são descartadas, mas não podem ser servidas a professores e funcionários, porque o contrato prevê a compra de merendas apenas aos alunos. Entretanto, grande parte do que é fornecido às escolas é dispensado, ou seja, vao para o lixo mesmo. O desperdício de dinheiro público acontece porque a Secretaria de Educação do Estado adotou a terceirização da merenda escolar nas unidades do Estado, o que teria comprometido a qualidade dessa alientação, que antes era preparada por merendas.
 
O Estado paga o valor médio de R$ 5,00 por refeição. Segundo reportagem publicada no site do Sindipublicos, apenas em uma escola estadual, de tamanho médio na Serra, é descartado diariamente uma média de 5 kg de alimentos por turno.
 
A falta de controle por parte da Sedu com as empresas terceirizadas está sendo investigada pelo Tribunal de Contas, porque o Estado acaba gastando mais por esse serviço, do que estava gastando quando cada escola preparava a alimentação de alunos e professores. 
 
Além disso, alunos têm reclamado que após a terceirização, a qualidade caiu e quantidade diminuiu, já que para as empresas, fornecer um prato com menor quantidade, é mais vantajoso.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 29 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection