Dólar Comercial: R$ 5,31 • Euro: R$ 6,00
Quinta, 13 Agosto 2020

Ufes encaminha para Conselho de Ensino proposta de atividade remota

ufes_leonardo_sa-6394 Leonardo Sá

Foi encaminhada para o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) uma proposta de resolução sobre a retomada das atividades de ensino. Entretanto, de acordo com a presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Espírito Santo (Adufes), Ana Carolina Galvão, a resolução aprovada nessa segunda-feira (27) ainda não foi publicada, o que para a entidade demonstra falta de transparência no debate.

A proposta, aprovada por unanimidade na Câmara Central de Graduação, recomenda a criação de um período letivo especial, adotando-se o Ensino-Aprendizagem Remoto Temporário Emergencial (Earte), com início em 1º de setembro e duração de 15 semanas. "O que sabemos é o que está na matéria divulgada pela Ufes, mas a resolução, com os detalhes sobre a proposta, não chegou para ninguém", afirma Ana Carolina.

A presidente da Adufes acredita que a proposta terá que passar pelas três comissões do Cepe, que são as de Política Docente; Pesquisa e Pós-Graduação; e Graduação e Extensão, já que, pelo que foi divulgado pela Universidade, a proposta contempla temáticas relacionadas às três comissões, como os calendários da graduação e da pós, além de formação de professores em agosto para ministrar aulas remotas.

Assim, explica Ana Carolina, a decisão não é definitiva, pois além de passar pelas comissões, terá que ser aprovada pelo Pleno do Cepe. "Nesse processo, se a Ufes quiser realmente uma discussão democrática, deveria divulgar a proposta de resolução aprovada", diz a presidente da Adufes, que critica o fato de os departamentos terem recebido a proposta de resolução em 17 de julho, tendo até o dia 24 para analisar, tempo este que considera insuficiente.

"É pouco tempo para debater. Tivemos que interromper nossas férias para participar das discussões. Recebemos a proposta, mas não foi divulgada as alterações que sofreu, não fazemos a menor ideia de como ficou. Vamos receber em cima da hora só para dizerem que foi enviado?", questiona.

Quanto à formação de docentes para o Earte, que segundo a Ufes contarão como carga horária, Ana Carolina também faz questionamentos. "Como vai ser? Seria por centro? Por área de conhecimento?", aponta.

A universidade informa que o período de matrícula para este semestre será aberto na segunda quinzena de agosto e caberá às coordenações de curso e aos Núcleos Docentes Estruturantes (NDEs) a definição das disciplinas a serem oferecidas. Os professores poderão fazer a oferta compartilhada de disciplinas, ou seja, mais de um professor poderá ofertar uma mesma disciplina.

Segundo o cronograma aprovado pelos conselhos Universitário (CUn) e pelo Cepe, em reunião conjunta realizada no dia 14 de julho, a aprovação das resoluções que tratam da oferta de ensino, de pesquisa e de extensão durante a pandemia deverá ocorrer até o dia 6 de agosto.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários: 1

Dauri Correia da Silva em Sábado, 01 Agosto 2020 16:35

#fiqueemcasa

#fiqueemcasa
Visitante
Sexta, 14 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection