Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,79
Sexta, 16 Abril 2021

Eder Pontes desiste de candidatura à reeleição na disputa do Ministério Público

Eder Pontes desiste de candidatura à reeleição na disputa do Ministério Público

Já em plena campanha eleitoral para permanecer no comando do Ministério Público Estadual (MPES), o procurador-geral de Justiça, Eder Pontes, surpreendeu os membros do órgão ministerial nesta terça-feira (3), ao comunicar sua desistência em concorrer ao pleito marcado para o próximo dia 20. “Razão de ordem pessoal, de impreterível atenção, me levou à tomada dessa imediata e importante decisão”, justificou.


O anúncio foi oficializado em requerimento (Gampes 2020.0005.6455-53) e também em nota divulgada aos membros do MPES, segundo Eder, “após muito refletir”. O procurador disputaria o quarto mandato, referente ao biênio 2020/2022.


Eder Pontes foi o primeiro a registrar candidatura, em janeiro passado. Depois, também se colocaram no pleito outros quatro candidatos, só um deles, porém, considerado de oposição, o promotor Marcello Queiroz, que perdeu para Eder por apenas um voto na última disputa, ameaçando pela primeira vez a hegemonia do procurador-geral no Ministério Público. 


Os outros - Luciano da Costa Barreto, Luciana Andrade e Adélcion Caliman – são do mesmo grupo de Eder. A pulverização de aliados foi apontada como uma estratégia para evitar o acesso do principal concorrente à listra tríplice, enviada após a votação para o governador Renato Casagrande.


A economia de Eder para explicar sua saída da disputa foi oposta à prestação de contas que apresentou na nota, exaltando sua gestão. “Saio consciente do cumprimento de meus deveres e dos compromissos institucionais nesses quase seis anos de mandato”, completou, listando suas ações, sem citar, no entanto, as polêmicas registradas em 2019 que envolveram denúncias, embates com o deputado estadual Sergio Majeski (PSB) e a associação de servidores, além da aprovação de 307 cargos comissionados.


“Por fim, rogo a todos a serenidade necessária para escolher quem melhor possui as competências de gerir os rumos do MPES com zelo, dedicação e, acima de tudo, coragem”, completou Eder no comunicado.


A eleição para o cargo de procurador-geral de Justiça será realizada das 9h às 17 horas do próximo dia 20. Já a posse, no dia quatro de maio.

Veja mais notícias sobre Justiça.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 16 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection