Sexta, 24 Junho 2022

Cidade Quintal cria Laboratório de Reciclagem de Plástico

Thais_Gobbo_FotoThaisGobbo Thais Gobbo

O Cidade Quintal, que desenvolve projetos de urbanismo participativo voltados para o fortalecimento das comunidades, está com uma novidade: o Laboratório de Reciclagem de Plástico. A iniciativa foi colocada em prática com a construção de um banco feito com tampinhas de garrafa pet, instalado no mirante que fica no ponto final da Rota de Turismo de São Benedito, no Território do Bem, criada pelo Ateliê de Ideias.

A designer e integrante do Cidade Quintal, Juliana Lisboa, relata que o grupo já vinha debatendo há algum tempo a necessidade de reutilização do plástico. "É um problema gigantesco. Precisamos pensar nisso principalmente por morarmos em uma cidade rodeada por água, como Vitória. O descarte inapropriado do plástico gera problemas para os centros urbanos e os oceanos", destaca.
Thais Gobbo

Para a produção do banco no mirante, onde se pode apreciar uma vista da Grande Vitória, foi feita mobilização da comunidade, que em um mês, coletou 21 quilos de tampinhas, depositadas em pontos de coleta que foram espalhados pelo bairro. No laboratório, foi feita modelagem e derretimento do plástico, para transformar nas ripas para fazer o banco.

A reciclagem do plástico, segundo Juliana, é uma emergência global, que se fortaleceu durante a pandemia da Covid-19, pois intensificou-se o debate sobre necessidade de preservação ambiental para a qualidade de vida da humanidade. "O problema do plástico não é da ilha de Vitória, não é de São Benedito, é mundial", afirma, destacando que o Cidade Quintal está em processo de adesão a novos projetos nos quais a reciclagem de plástico também terá seu lugar. 
Jamile Marriel

O laboratório conta com equipamentos como forno, para derreter o plástico; objetos de marcenaria; e de ateliê, como pincéis. A própria equipe do Cidade Quintal, formada por profissionais das áreas de design, artes, arquitetura e comunicação, fazem o processo de reciclagem. Para isso, conheceram experiências de outros laboratórios, como os situados em Santa Catarina, no Sul do País, e Pernambuco, no Nordeste.

Antes do Laboratório o Cidade Quintal já tinha realizado experiência de reciclagem, como o Re-Lata, uma ação continuada criada para ressignificar o resíduo sólido gerado em pinturas murais realizadas pela Cidade Quintal. A partir dela o grupo abre diálogo com o público sobre processos de produção circulares e sustentáveis na cidade e possibilita que o mesmo leve para casa uma parte do trabalho de arte-mural realizado.

Após cada operação de pintura, 100% das latas utilizadas retornam para serem higienizadas e ilustradas pela equipe da Cidade Quintal. É selada uma parceria com coletivo ou organização vinculada ao território que recebeu a pintura para a destinação das vendas das latas, em apoio a necessidades emergentes.

O início da distribuição das latas se dá no dia e horário de um bate-papo sobre sustentabilidade urbana, que também contextualiza o trabalho realizado no território e a destinação das vendas. Desde 2019, o Cidade Quintal não descartou nenhuma lata. Até o momento, foram realizadas oito edições do Re-Lata, com a ressignificação de 500 latas.

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 24 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/