Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,67
Terça, 27 Outubro 2020

CPI do Pó Preto faz audiência pública terça-feira na Serra

Os moradores da Serra poderão protestar contra a poluição do ar causada pela Vale e ArcelorMittal, em audiência pública na terça-feira (14), às 19 horas. A audiência será no Centro Comunitário do bairro Novo Horizonte, na rua Maritaca, 14.
 
A audiência será a quarta realizada pela CPI do Pó Preto da Assembleia Legislativa.  A CPI, cujo final chegou previsto para a primeira quinzena deste mês, já realizou audiências publicas em Vitória, Anchieta e  Vila Velha.
 
Na Serra, a poluição do ar é alta. Em Laranjeiras, já ultrapassou o limite previsto na legislação, como até o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) admitiu. O limite foi ultrapassado, apesar de o Decreto Estadual 3463-R/2013 ter sido produzido de acordo com as empresas.
 
O decreto considera normal a poluição do ar por material particulado até o limite de 14 gramas por metro cúbico por mês, muito superior ao limite de tolerância da saúde, segurança e bem-estar da população. Para comparação, no Rio de Janeiro, Minas Gerais e Macapá (Amapá), é permitido cinco gramas dos poluentes na mesma área.
 
Cariacica 
 
Em relação ao município de Cariacica, a CPI do Pó Preto nada divulgou sobre audiência pública. Os moradores de Cariacica, da região da Grande Bela Aurora, Jardim América e outros bairros próximos, além dos moradores de Vila Velha, desde a Grande Cobilândia até aos bairros de São Torquato e Paul, são diretamente contaminados com os poluentes da ArcelorMittal Cariacica. 
 
Estas regiões têm altos índices de doenças alérgicas, respiratórias, câncer, entre outras que a poluição do ar produz. Os poluentes lançados no ar na Grande Vitória produzem alta mortalidade.
 
A Vale e a ArcelorMittal Tubarão e Cariacica são as principais poluidoras da Grande Vitória. As empresas lançam 38 mil toneladas de poluentes, todo mês, sobre a Grande Vitória. Os poluentes são suficientes para encher 593 carretas, com capacidade para transportar 27 toneladas, cada.
 
As poluidoras lançam sobre os moradores e o ambiente da Grande Vitória poluentes como Material Particulado Total  (PTS); Material Particulado  (MP10)  - menores que  dez micra  - que são inaláveis; Material Particulado PM 2.5  - que são respiráveis  -; Dióxido de Enxofre (SO2);  Óxidos de Nitrogênio (NOx);  Monóxido de Carbono (CO); e  Compostos Orgânicos Voláteis (COVs). 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 27 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection