Quinta, 11 Agosto 2022

Estado aprova uso de área para tratamento de resíduos da extração e beneficiamento de rochas

Foi aprovado nesta quarta-feira (21), pela Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei 426/2012, que firma com a Associação Ambiental Monte Líbano um contrato de concessão de Direito Real de Uso de uma área de 272.298,76 m², na localidade de Monte Líbano, em Cachoeiro de Itapemirim, sul do Estado. A área deverá ser usada para o tratamento de resíduos da extração e beneficiamento de rochas. 

 
Na área a associação irá implantar uma central de tratamento de resíduos, com a finalidade de dar tratamento adequado aos subprodutos da atividade de extração e beneficiamento de rochas ornamentais, revertendo ao patrimônio do Estado se lhe for dada outra destinação.
 
Entretanto, a região confronta-se por diversos lados com a Santa Casa de Misericórdia, Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Osmar Machado e Casimiro Costa Filho, o que segundo ambientalistas merece atenção devido aos resíduos tóxicos gerados pela atividade. 
 
A área, diz o PL, será explorada pelo período de 20 anos. Depois deverá ser desocupada pela contratada, não lhe cabendo qualquer direito à retenção ou à indenização pelas benfeitorias nelas realizadas, que ficarão incorporadas ao imóvel.
 
De acordo com o PL, a associação também não poderá ceder, empresar, locar ou sublocar a área, objeto de concessão, sob pena de reversão ao patrimônio do Estado. 
 
O PL foi proposto pelo governador do Estado, Renato Casagrande.
 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 11 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/