Sábado, 25 Junho 2022

Gabeira convoca PV no Estado a assumir debate ambiental

Gabeira convoca PV no Estado a assumir debate ambiental

 

O jornalista, escritor e ex-deputado federal Fernando Gabeira convocou os candidatos e simpatizantes do Partido Verde (PV) no Estado a se inserirem no debate ambiental. A declaração foi dada durante o seminário “Cidades Verdes-Eleições Limpas”, na noite dessa quarta-feira (12), na Assembleia Legislativa. Segundo ele, em cidades altamente poluídas como Vitória, as questões relacionadas ao meio ambiente devem ser amplamente discutidas. 
 
 
Para Gabeira, é necessário que o PV atente para as necessidades pontuais, lembrando que a Capital do Estado, por exemplo, está classificada entre as cidades mais poluídas do País.  “É um equívoco achar que a defesa da natureza se baseia na preservação da Amazônia e do Pantanal”, alertou. 
 
O ex-deputado também chamou atenção para as questões ligadas à mobilidade urbana. Gabeira pontuou a necessidade de a sociedade se atentar para o fato de o futuro estar no transporte coletivo e em cicloviais, que além de exercerem seu papel na mobilidade, são importantes para a qualidade de vida do cidadão. "No futuro será um luxo se locomover em carro próprio”, disse ele. 
 
Com  nenhuma expressão no debate ambiental do Estado, o PV é representado na Assembleia por Gildevan Fernandes e Sandro Locutor. Os dois são candidatos a prefeito este ano, respectivamente, em Pinheiros (extremo norte do Estado) e Cariacica. Ambos não possuem histórico na  área ambiental. 
 
O fato de ser militante do PV alçou Locutor à presidência da Comissão de Meio Ambiente da Casa, porém, tem atuação pouco expressiva e não promove debates públicos sobre as principais questões ambientais do Estado, embora já tenha prometido alguns. 
 
Entre os casos que vem sendo ignorados pela Comissão está a denúncia do  movimento Pó Preto em Vitória, que entregou à Comissão ao deputado um documento relatando o histórico de cobranças da população pelo fim da poluição do ar na Grande Vitória e exigiu mais rigor dos órgãos ambientais na hora de fiscalizarem as emissões atmosféricas das grandes indústrias, principalmente Vale e ArcelorMittal. 
 
Também é de conhecimento da Comissão os impactos da Ferrous, gasoduto da Petrobras,  dragagem dos portos de Tubarão e Vitória, do Código Florestal e da Companhia Siderúrgica de Ubu (CSU).  Mas Locutor não promoveu audiência pública, nem tomou qualquer providência sobre os assuntos. Pelo contrário, realizou visitas às poluidoras, tecendo elogios. 
 
 
ÁfricaBrasil
 
Gabeira também se mostrou empolgado com a existência do Museu ÁfricaBrasil, denominação dada devido à sua característica intercontinental, localizado em São Mateus, norte do Estado. Surpreso com o acervo que reúne mais de 20 anos  ligados a colecionadores de peças na África, o ex-deputado não hesitou em ressaltar a importância do museu e recomendou que o município se reinvente a partir do museu, projeto do historiador Maciel de Aguiar. “Muitas cidades fazem isso com sucesso. Despertam o interesse local em função de um ponto específico”, ressaltou.  
 
Atualmente, o museu é detentor  das maiores  coleções  de esculturas e máscaras africanas. Não há similares nos demais museus, como atestaram antropólogos e historiadores que o visitaram como avaliadores.  O espaço, porém, poderá ser transferido do Estado por falta de apoio do governo estadual.

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/