Sexta, 28 Janeiro 2022

'O Espírito Santo figura hoje como um Estado modelo de destruição da mata atlântica'

'O Espírito Santo figura hoje como um Estado modelo de destruição da mata atlântica'
Na entrevista a seguir, o biólogo Piero Ruschi aponta o “caminho sinuoso e irresponsável” que um grupo de professores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), servidores do próprio museu e membros da Sociedade dos Amigos do Museu Mello Leitão (Sambio) têm trilhado para destruir o Museu de Biologia Prof. Mello Leitão, criado em 1949 por seu pai, Augusto Ruschi, Patrono da Ecologia do Brasil.
 
Sob a alegação de atrair o Instituto Nacional da Mata Atlântica (INMA), o grupo empreende, segundo Piero, uma tentativa de destruir a memória de seu fundador e de seu método de conservação ambiental, pautado na luta e na tolerância zero à destruição da natureza.
 

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 28 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/