Segunda, 27 Setembro 2021

Semana Lixo Zero divulga programação no Espírito Santo

picinic_lixo_zero_divulgacao Divulgação

Em sua primeira edição realizada após a criação Coletivo Lixo Zero ES, a Semana Lixo Zero terá início nesta sexta-feira (23), com atividades online e presenciais que seguem até o encerramento no dia 1 de novembro.

Uma das organizadoras da versão estadual, a bióloga Grazielli Pirovani, explica que o evento acontece de forma colaborativa entre diversas pessoas e entidades, convidando a sociedade a refletir sobre o consumo e responsabilidades pelos resíduos gerados. O Instituto Lixo Zero, que organiza a nível nacional, confirma que mais de 100 cidades brasileiras participarão com atividades diversas.

Na parte presencial da Semana Lixo Zero, haverá articulação com o comércio local no bairro de Itapuã, em Vila Velha, onde será gravado o manifesto para a Semana Lixo Zero e feita a separação de resíduos recicláveis do comércio e moradores do entorno para destinar aos pontos de entrega voluntária, sendo que oito desses ecopontos serão inaugurados nesta sexta no município.

Em Vitória, haverá inauguração de um ecoponto de recolhimento de óleo de cozinha usado no Bairro de Goiabeiras na manhã de sexta e uma ação de limpeza da praia junto a atividades de conscientização ambiental e terapia ocupacional, que acontece nestes sábado e domingo, entre 8h e 11h. O descarte de óleo de cozinha, bucha de cozinha, pilhas e baterias também pode ser feito todos os dias de 9h às 18h, no Núcleo Camaleão, localizado na Rua do Canal, em Jardim da Penha.

O encerramento será com a 1ª Caminhada Zero Vidro, que vai sair de Jacaraípe, na Serra, às 8h do dia 1 de novembro, realizando coleta de garrafas de vidro dispersas inadequadamente no bairro.

A programação da Semana Lixo Zero ainda terá uma série de ações presenciais e online que incluem exibição online do documentário "Plástico: o novo continente", concurso fotográfico, exposição de cosméticos biodegradáveis, conversa com catadores, discussões sobre compostagem, consumo consciente e saneamento básico.

O descarte incorreto dos resíduos gera uma série de problemas sociais e ambientais e deixa de ter o aproveitamento adequado para a economia. "As pessoas precisam ter ciência do valor econômico que um resíduo tem se destinado corretamente, com geração de emprego e renda para muitas famílias que dependem exclusivamente dessa atividade, como os catadores de material reciclável. Também evitando que esses resíduos sejam despejados na natureza, em nossas praias e mangues e praças", explica Grazielli.

A ideia do Lixo Zero como uma meta é evitar ao máximo que os resíduos sejam destinados aos aterros sanitários, que são soluções ambientalmente ruins e de alto custo para os cofres públicos. "É possível melhorar com a implantação de políticas públicas com soluções inovadoras de gestão integrada de resíduos sólidos, aplicando os conceitos lixo zero e servindo de base para uma transformação ética, social e ecológica nas cidades".

O lixo, como ela alerta, não desaparece do planeta quando a coleta o leva da porta de nossas casas. "Cada um de nós é responsável pelos resíduos que geramos. Tudo é um processo educativo que tem como propósito incentivar uma mudança de hábitos diários em busca de uma cidade mais sustentável".

A programação da Semana Lixo Zero pode ser encontrada no site oficial, com informações das atividades online e presenciais em Vitória e Vila Velha. O Instagram Lixo Zero Vix divulgará informações e atividades durante a semana.

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 27 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/