Sexta, 19 Agosto 2022

Seminário debaterá porto de águas profundas em Vila Velha

 

O Fórum Popular em Defesa de Vila Velha (FPDVV) realiza, no próximo dia 26, o Seminário “O Porto de Águas Profundas e os seus Impactos”. Segundo o Fórum, o objetivo é apresentar  e esclarecer à sociedade quais serão os impactos que o porto poderá trazer ao município. 

 
“Queremos principalmente debater o que não foi debatido. O prefeito atual [Neucimar Frga (PR)] tomou a iniciativa de atrair o empreendimento, mas não consultou a população e quando isso veio a ser divulgado, apenas falaram dos impactos financeiros”, ressaltou a coordenadora do FPDVV, Irene Léia. 

 
Segundo ela, a entidade entende a importância do porto de águas profundas para o Espírito Santo, principalmente após as perdas do Estado em relação aos royalties do Petróleo e ao Fundap, porém, é um desejo da comunidade debater quais serão as consequências do empreendimento e em qual área será construído. 

 
Para a construção do porto, diz a entidade, não foi apresentada qualquer alternativa locacional em Vila Velha. “É sabido por todos, que o porto representa altíssimo impacto ambiental e talvez esse não fosse o local mais favorável para a sua construção”, ressaltou a coordenadora.

 
Conhecida por suas águas calmas e pela presença de famílias na região, a Ponta da Fruta, apontam os pescadores da região, poderá sofrer com efeitos parecidos aos causados à Praia de Camburi, pelo aterro que alongou a Ponta de Tubarão. A pressão, ressalta Irene Léia, é para que o porto não seja construído na região da Ponta da Fruta. Além do desvio das correntes marinhas, a região sofre com forte erosão e é temido por moradores que a situação se agrave com a construção do porto. 

 
Ainda sim, a prefeitura do município defende que Vila Velha tem todas as condições técnicas, logísticas e ambientais para abrigar um Porto de Águas Profundas. A cidade propõe a construção de uma retroárea, que seria cortada por uma super via de ligação entre a BR 101 e o Portaes - que teria um viaduto sobre a Rodovia do Sol (ES 060). Alças de ligação rodoviária fariam o elo com a Rodovia do Sol, permitindo uma ligação direta de acesso das rodovias federais BR 101 e BR 262 com o litoral, facilitando o acesso à Vila Velha e Guarapari. 

 
No seminário serão debatidos os impactos ambientais do porto pelo oceanógrafo e  mestre em engenharia ambiental, Pablo Merlo Prata; impacto urbano com o doutor em Arquitetura e urbanismo, Paulo Sérgio de Paula Vargas; e impacto social e econômico do Porto, com Luiz Fernando Barbosa Santos, advogado e engenheiro. 
 
Serviço

Seminário: “O Porto de Águas Profundas e os seus Impactos”.
Data: 26/11/12
Local: Câmara Municipal de Vereadores de Vila Velha
Horário:18h30

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 19 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/