Terça, 30 Novembro 2021

População de Colatina ouve reivindicações de pescadores atingidos

Mais uma vez os pescadores de Colatina (noroeste do Estado) atingidos pelo crime da Samarco /Vale-BHP protestaram contra o descaso a que são submetidos pela Fundação Renova e a prefeitura.



A Marcha em defesa dos direitos foi realizada na manhã dessa sexta-feira (30), no rio Doce e na Avenida Beira-Rio, com organização da Associação dos Pescadores Profissionais Nova Vida (Apevida). 



“Conseguimos ser vistos e ouvidos pela população e agora esperamos que dê um resultado que melhore a nossa situação”, avalia a presidente da Apevida, Andressa Karla Sacht Lemes da Rocha.



Na água e no continente, os manifestantes empunharam cartazes, denunciando o não-reconhecimento de vários pescadores como atingidos, o não pagamento de indenizações, o preconceito contra as mulheres pescadoras no reconhecimento e pagamento do auxílio emergencial, a destruição da peixaria e sede da Apevida pela prefeitura, entre outras pautas. 



Uma das participantes, a pescadora Joselita Maria de Jesus desabafou: “a Renova não enxerga os que estão sofrendo pelo rio, os que não estão podendo trabalhar. Se os homens trabalhavam, as mulheres também, e elas está sendo colocadas pra baixo, tem muitas mulheres que não foram reconhecidas. Estamos fazendo esse ato a vamos fazer muito mais!”. 



Ao final, os manifestantes receberam as bênçãos do bispo diocesano, Dom Vladimir Lopes Dias. A Apevida também convidou a Fundação Renova e o prefeito Sergio Meneguelli (MDB), além de sindicatos locais, mas estes não compareceram.


A pauta de reivindicações será entregue ao prefeito e à Renova, em reunião a ser marcada. “Estamos tentando, mas eles ainda não quiseram nos receber”, denuncia Andressa. 



A pauta completa tem oito itens: Entrega de uma nova sede para a Apevida; reconhecimento dos pescadores frente à Renova; assistência social e de saúde às famílias de pescadores; rejeição da Prefeitura ao acordo de indenização proposto pela Renova ao município; implementação e contratação assessoria técnica; melhoria e garantia da qualidade da água oferecida a população de Colatina; revitalização do Rio Doce e das nascentes do município;  Reconhecimento das mulheres atingidas por parte da Renova.

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 30 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/