Dólar Comercial: R$ 5,31 • Euro: R$ 6,00
Quinta, 13 Agosto 2020

​Arquivados na Câmara de Vitória processos contra Clebinho e Vinícius Simões

cleberfelix_viniciussimoes_CMV CMV

Depois de muito bate-boca e acusações de ambos os lados, prevaleceu a harmonia na Corregedoria- Geral da Câmara de Vitória, que em reunião virtual nesta segunda-feira (13), decidiu pelo arquivamento de dois processos: um de autoria do ex-presidente da Casa, Vinicius Simões (Cidadania), que acusa o atual presidente, Cleber Felix, o Clebinho (DEM), por suposta irregularidade, e outro movido por Clebinho contra Vinícius pelo mesmo motivo.

Participaram da reunião os vereadores Cleber Felix - Clebinho -, Dalto Neves (PDT), Davi Esmael (PSD), Luiz Emanuel (Cidadania), Luiz Paulo Amorim (PV), e Sandro Parrini (DEM), que presidiu os trabalhos. O primeiro processo a ser apreciado foi o de Vinícius Simões contra Clebinho, que pedia a sua destituição da presidência da Câmara.

O processo teve a relatoria de Luiz Emanuel Zouain, alinhado ao prefeito Luciano Rezende (Cidadania), que decidiu pela admissibilidade. Ressaltou, no entanto, que caberia a decisão final ao colegiado. Davi Esmael discordou do parecer e apresentou voto em separado. Acompanhou o voto do relator o vereador Dalto Neves. Luiz Paulo Amorim votou contra, havendo empate, sendo decidido a favor de Cleber Felix com o voto do corregedor-geral, Sandro Parrini.

O processo contra Vinícius Simões, que pedia a cassação do mandato, teve como relator o vereador Dalto Neves, que foi pela inadmissibilidade, recebendo quatro votos favoráveis. Na justificativa do voto, o vereador Luiz Paulo Amorim disse que a votação representa um fim de conflitos internos da Câmara e criticou a imprensa por divulgar esses fatos.

Em nota distribuída no início da noite, o presidente da Câmara ressaltou: "Sempre confiei em Deus e na Justiça também, que nos manteve no cargo em uma decisão anterior. Nosso mandato é pautado pelo zelo com o dinheiro público e pelo trabalho prestado com isenção e responsabilidade. Nossas contas estão em dia, as sessões em Plenário seguem normalmente, mesmo durante a pandemia, e temos certeza que estamos no caminho certo".

As denúncias fazem parte de duas Comissões Parlamentares de Inquérito Inquérito (CPIs) instauradas em maio desse ano, posteriormente extintas por Clebinho, e depois reabertas, como parte do embate entre os grupos de oposição, liderado por ele, e de apoiadores do prefeito Luciano.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection