Quinta, 07 Julho 2022

Casagrande desfaz bunker de Hartung no centro da gestão

Casagrande desfaz bunker de Hartung no centro da gestão

Mais de um ano e meio após o início da gestão, o governador Renato Casagrande aprofunda as mudanças no perfil de importantes áreas do governo que estavam sob influência de figuras ligadas ao ex-governador Paulo Hartung (PMDB). Desde julho, o governador promove mudanças na Secretaria de Estado de Governo (SEG), que vão desde a saída do então secretário Robson Leite – deslocado para a pasta de Planejamento – até a recente exoneração de um suposto integrante do sistema econômico do ex-governador. 



Nesta quinta-feira (6), o atual secretário de Governo, Tyago Ribeiro Hoffmann, assinou a exoneração do assessor especial da SEG, Irimar Fim Francischetto, um dos poucos remanescentes na pasta que ficou conhecida nos bastidores como um “bunker” hartunguete, desde a saída do ex-secretário. Ele atuava no governo estadual desde 30 de setembro de 2003, de acordo com dados do Portal da Transparência do Estado. 



A relação de Irimar Francischetto com o grupo hartunguete vem desde a passagem do ex-governador pela prefeitura de Vitória, entre os anos de 1993 e 1997. Nessa época, ele chegou a ocupar o cargo de secretário de Administração. No início do governo Hartung, Francischetto ocupou uma das diretorias da Cesan. Em seguida, ele passou pela Secretaria de Educação (Sedu) – durante a gestão do então vice-governador Lelo Coimbra (hoje deputado federal pelo PMDB) - e depois chegou a ser lotado no gabinete de Hartung. 



Nos meios políticos, ele é reconhecido como parte do sistema econômico do ex-governador. Apesar de receber mensalmente um salário bruto de R$ 3.271,00, Francischetto é vizinho de Lelo no luxuoso prédio de alto padrão “Edifício Siena”, um dos endereços mais valorizados da Mata da Praia, em Vitória. Ele reside no apartamento 1101, que conta com quatro suítes, duas varandas, sala de jantar/estar, cinco banheiros e dependências completas em uma área real de 341,55 m², conforme o registro do edifício no Cartório de Registro de Imóveis da 3ª Zona de Vitória, matrícula nº 10772, livro 02. 



No entanto, o imóvel estava – até o final do ano passado – em nome da empresa Precisão Engenharia e Arquitetura Ltda., responsável pela construção do edifício, que sequer atende mais ao mercado. Consta ainda nos registros que a unidade 1101 – onde mora Francischetto – é uma das únicas que ainda não teve a oficialização da transferência, como ocorreu com seus vizinhos – inclusive, o deputado federal Lelo Coimbra, que mora no apartamento 1001 (andar imediatamente abaixo). Assim o assessor técnico da SEG não assume o imóvel como oficialmente dele. 



Além das funções na pasta, Francischetto ocupava posições de prestígio em pastas sensíveis do governo como a participação no Conselho Fiscal do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), cargo no qual foi reeleito em julho deste ano. A expectativa é de que o final da ligação com o governo também resulte na saída do colegiado.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 07 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/