Segunda, 15 Julho 2024

Cinco pré-candidatos a prefeito se articulam em Jerônimo Monteiro

mitter_mayer_redessociais Redes Sociais
Redes Sociais

Em Jerônimo Monteiro, município de 11,5 mil pessoas do sul do Estado, as eleições para prefeito costumam ficar polarizadas em apenas dois nomes. Apesar disso, cinco pré-candidatos já se colocam no mercado: Mitter Mayer (PP), Thiago Bernardo (Podemos), José Valério Binoti Neto (PSD) Luiz Gonzaga Ribeiro (PDT) e Wanderley da Silva Santor (Agir).

Nesse fim de semana, Mitter Mayer aproveitou a comemoração de seus 30 anos para anunciar oficialmente sua pré-candidatura. Vereador entre 2017 e 2020, foi um dos principais opositores ao atual prefeito, Sérgio Fonseca (PSD), que não poderá se reeleger. Em 2018, vivenciou um suposto sequestro e chegou a dizer que o caso teve motivação política.

Mayer também era pré-candidato a prefeito em 2020, mas desistiu de disputar qualquer cargo para se dedicar à família e, segundo ele, não dividir a oposição. Em 2022, foi o quarto candidato a deputado estadual mais votado no município. Atualmente, é presidente da Juventude do Progressistas (PP) no Estado e assessor especial de Relações Especiais da Casa Civil na gestão de Renato Casagrande (PSB), que lhe mandou um vídeo de "feliz aniversário" no fim de semana.

"Foi na terra dos meus antepassados que minha alma floresceu, onde o amor por esta cidade se enraizou e nasceu junto comigo um grande sonho. De transformar o nosso pequeno Jerominho, grande como ele é. (…) Hoje, diante de vocês e movido unicamente pelo amor, fé e coragem, me coloco como pré-candidato a prefeito, e quero ouvir cada um para que juntos possamos mudar o rumo da nossa cidade", publicou o ex-vereador nas redes sociais.

No início deste mês, quem também anunciou sua pré-candidatura a prefeito de Jerônimo foi o vereador Thiago Bernardo. Ele atua como professor no campus de Alegre do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) e está em seu primeiro mandato. Thiago se elegeu pelo Progressistas de Mitter Mayer, mas migrou para o Podemos na última janela partidária.

Representando a atual gestão da prefeitura está o pré-candidato José Valério Binoti Neto, secretário de Desenvolvimento Urbano, Obras Públicas e Transportes. Zé Valério, como é mais conhecido, foi envolvido em uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) aberta pela Câmara de Vereadores no mês passado, visando apurar denúncia de possível distribuição irregular de materiais de construção. Especula-se que o atual vice-prefeito, Genaldo Resende Ribeiro (PSB) – que também chegou a ser apontado como pré-candidato a prefeito –, entre como vice novamente na chapa governista.

Outros nomes apontados como pré-candidatos na disputa majoritária deste ano em Jerônimo Monteiro são o do ex-prefeito Luiz Gonzaga Ribeiro, o Liza, e o do ex-presidente da Câmara de Vereadores Wanderley da Silva Santos, condenado por improbidade administrativa, que chegou a ser preso em 2020.

Nas eleições de 2020, Edson Fosse, o Bodinho, também estava na disputa à Prefeitura de Jerônimo Monteiro pelo Republicanos.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 15 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/