Sábado, 27 Novembro 2021

​Contarato confronta depoente na CPI e o denuncia por crime de homofobia

contarato_cpi_roquedesa_agsenado Roque de Sá/Ag.Senado
Roque de Sá/Ag.Senado

O senador Fabiano Contarato (Rede) acionou a Polícia Legislativa para que apure a prática de crime de homofobia pelo empresário Otávio Fakhoury, que depôs nesta quinta-feira (30) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. A CPI também encaminhou a denúncia ao Ministério Público Federal (MF).

O empresário, que é investigado por envolvimento em um esquema de divulgação de fake news contra as vacinas e suspeito de patrocinar atos antidemocráticos, postou um tweet lido por Contarato, no qual afirma que "o delegado homossexual assumido talvez estivesse pensando no perfume de alguma pessoa ali daquele plenário. Qual seria o perfumado que o cativou?".

O empresário fez o comentário a partir de uma postagem de Contarato com um erro de grafia. O senador escreveu "fragrancial" em vez de "flagrancial". Confrontado, Otávio Fakhoury pediu desculpas "a todos que se sentiram ofendidos" e disse que foi um comentário "infeliz" e que "não teve a intenção de ofender".

O senador Fabiano Contarato, ao rebater o empresário, expôs os comentários homofóbicos postados em rede social e declarou: "Orientação sexual não define caráter. Cor da pele não define caráter. Poder aquisitivo não define caráter".

Contarato falou na cadeira da presidência da CPI, cedida pelo senador Omar Aziz (PSD-AM), e apontou que a população LGBTQIA+ é vítima de constantes ataques preconceituosos e criminosos dos que se dizem "defensores da família".

"A mesma certidão de casamento que o senhor tem, eu também tenho. E aí fala em Deus acima de todos? Deus está no meio de nós. O senhor não sabe a dor que eu sinto", acrescentou o senador.

Ele enfatizou que um dos princípios da República é abolir toda forma de discriminação e lamentou ter que expor sua família. "Eu sonho com um dia em que não vou ser julgado pela minha orientação sexual, que meus filhos não serão julgados por serem negros, que minha irmã não será julgada por ser mulher", disse.

Contarato recebeu o apoio de colegas, inclusive do senador Marcos Do Val (Podemos), com quem sempre diverge. Do Val disse a Fakhoury: "Eu tenho vergonha de ter pessoas como você como brasileiro".

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 6

Agmarcarioca amigo do mito em Quinta, 30 Setembro 2021 21:05

E cpi da covid ou cpi da homofobia.foi para Brasilia para defender coisas de interese do ES ou para fazer politicagem,vem ai o melhor politico capixaba Sergio Meneguelli

E cpi da covid ou cpi da homofobia.foi para Brasilia para defender coisas de interese do ES ou para fazer politicagem,vem ai o melhor politico capixaba Sergio Meneguelli
Seu Madruga em Sexta, 01 Outubro 2021 12:36

O povo capixaba ainda tem 4 anos e 3 meses para morder o dedo de arrependimento por ter eleito esse senhor. Não encontro um que não se arrependa do voto dado. NUNCA VOTE EM candidatos que iniciam com os números: 18, 13, 12, 45, 40, 65, 30, 21, são tantas tranqueiras que não consigo lembrar de todos.

O povo capixaba ainda tem 4 anos e 3 meses para morder o dedo de arrependimento por ter eleito esse senhor. Não encontro um que não se arrependa do voto dado. NUNCA VOTE EM candidatos que iniciam com os números: 18, 13, 12, 45, 40, 65, 30, 21, são tantas tranqueiras que não consigo lembrar de todos.
Gustavo em Sexta, 01 Outubro 2021 14:22

Parabéns Doutor Fabiano esses pilantras tem que aprender a respeitar as pessoas e as diferenças, meu melhor voto na ultima eleição, esses que te criticam queriam Malta aquele que ganhou uma sprinter de empresas envolvidas na operação sangue suga.

Parabéns Doutor Fabiano esses pilantras tem que aprender a respeitar as pessoas e as diferenças, meu melhor voto na ultima eleição, esses que te criticam queriam Malta aquele que ganhou uma sprinter de empresas envolvidas na operação sangue suga.
Walter em Sexta, 01 Outubro 2021 23:56

Infelizmente votei neste senador. Mas afirmo com toda certeza. Ele NÃO me representa. A CPI se transformou em palanque eleitoral pra 2022. O que vimos ontem tem um nome . Vergonha

Infelizmente votei neste senador. Mas afirmo com toda certeza. Ele NÃO me representa. A CPI se transformou em palanque eleitoral pra 2022. O que vimos ontem tem um nome . Vergonha
Marcos Barbosa em Segunda, 04 Outubro 2021 19:35

E quando vai deixar este vitimismo de lado e lutar pelos que o elegeram é se arrependeram.

E quando vai deixar este vitimismo de lado e lutar pelos que o elegeram é se arrependeram.
Gustavo em Quarta, 06 Outubro 2021 12:01

Não votei em nenhum desses dois senadores (Cantarato), pois tua postura nunca me enganastes, desde diretor do Detran-ES a Delegado querendo aparecer nos delitos de trânsito, já o outro ( do Val), nunca teria trabalhado nas forças policiais brasileiras, apenas empirismo na teoria e prática… E assim o fazem… despreparados, e o principal, sem amor, vontade, dedicação e empenho em prol do coletivo e do povo capixaba…olhando apenas para o próprio umbigo…

Não votei em nenhum desses dois senadores (Cantarato), pois tua postura nunca me enganastes, desde diretor do Detran-ES a Delegado querendo aparecer nos delitos de trânsito, já o outro ( do Val), nunca teria trabalhado nas forças policiais brasileiras, apenas empirismo na teoria e prática… E assim o fazem… despreparados, e o principal, sem amor, vontade, dedicação e empenho em prol do coletivo e do povo capixaba…olhando apenas para o próprio umbigo…
Visitante
Sábado, 27 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/