Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,79
Sexta, 16 Abril 2021

​Contarato diz que digitais de Pazuello e Bolsonaro estão nas mortes da Covid

contarato_ministrocovid_agenciasenado Waldemir Barreto/Ag.Senado

"Sr. ministro e o presidente da República, as digitais de vocês estão nessas mortes", apontou o senador Fabiano Contarato (Rede), depois de lembrar os quase 10 milhões de brasileiros contaminados pela Covid-19, 235 mil mortos, e questionar o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sobre o "quanto vale a vida humana; quanto vale a vida de um filho, de uma filha, de um pai, de um avô?". As considerações do parlamentar foram feitas durante audiência com Pazuello, nessa quinta-feira (11) no Senado Federal, onde ele compareceu para dar explicações sobre as ações do governo no combate à pandemia.

"Eu tenho fé em Deus que senhor e o presidente República irão responder por genocídio, seja aqui no Brasil ou no tribunal penal internacional", reafirmou Contarato, que é um dos 30 senadores que assinaram pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, juntamente com a senadora Rose de Freitas (MDB), autora do convite para Pazuello comparecer ao Senado para falar sobre a pandemia.

Segundo Contarato, o Código Penal é claro quando diz que "o resultado de que depende a existência de um crime somente lhe é imputado a quem lhe deu causa e considera-se causa a ação ou omissão, sem a qual o resultado não teria ocorrido". Mais ainda, acrescentou, "o Artigo 29 diz que quem de qualquer forma concorre para o crime está sujeito às mesmas sanções segundo a medida de sua culpabilidade".

"A omissão é penalmente relevante quando o agente tenha por lei a obrigação de proteção, vigilância e cuidado", apontou, e enfatizou que Pazuello, quando contraiu a Covid, divulgou um vídeo de que já tinha iniciado um tratamento precoce, lembrando o site do Ministério da Saúde, que publicou procedimentos direcionados para tratamento com cloroquina e ivermectina.

"O senhor e o presidente da República devem ser responsabilizados criminalmente porque estimularam a aglomeração, estimularam o não distanciamento social, a não utilização de máscaras, e ainda por cima o uso de medicação sem nenhuma comprovação científica", disse, mostrando dados oficiais do "governo negacionista: "Tá' aqui, 1,5 milhão de comprimidos de cloroquina estocados em Guarulhos; o governo utilizou a Fundação Oswaldo Cruz [Fiocruz] para a produção de 4 milhões de comprimidos de cloroquina".

O senador Contarato relatou testemunhos de profissionais da saúde que receberam vários pacientes com problemas graves com hepatite após a ingestão de invermectina. "Mas o governo prefere rechaçar a ciência, prefere repudiar os nosso cientistas e começa estimulando a utilização de medicação sem nenhuma comprovação. A digital do senhor e do presidente da República estão nessas 235 mil mortes e nos mais de 10 milhões de infectados", denunciou.
Antes da reunião, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-RR), disse que as explicações do ministro são importantes no momento em que se avalia a criação da CPI da Covid, para investigar as ações e omissões do governo no enfrentamento à pandemia.

A senadora Rose de Freitas apresentou requerimento pela convocação de Pazuello, o que obrigaria a participação do ministro. No entanto, após apelo do líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), Rose substituiu a convocação por um convite. Depois da exposição do ministro, os senadores o questionaram sobre as ações do governo.

Em sua fala, o ministro Pazuello disse que foram distribuídas 11 milhões de doses de vacinas, com cinco milhões aplicadas até agora na população. O ministro reconheceu que as doses de que o Brasil dispõe são insuficientes, mas garantiu que o governo vai adquirir todos os tipos de vacinas contra a doença para promover a imunização e afirmou ser preciso produzir vacinas em território nacional, a fim de reduzir custos e evitar que o Brasil fique na dependência de outros países.

Rose chamou a atenção para a necessidade urgente de disponibilizar vacinas e cobrou do ministro explicações sobre a demora para a distribuição dos imunizantes. "A população quer saber qual o número de vacinas disponíveis temos agora, e não de onde vêm essas vacinas. Qual a razão para tanto atraso?", questionou. 

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 8

Jocimar em Sexta, 12 Fevereiro 2021 17:37

Para o conhecimento do senador contarato,eu fui tratado com a cloroquina e fui curado,quando contrair o covid,e guardo a receita comigo.Se for para caçar culpados,eu acho que todos os poderes falharam,faltou harmonia,e estão querendo colocar a conta no governo federal.

Para o conhecimento do senador contarato,eu fui tratado com a cloroquina e fui curado,quando contrair o covid,e guardo a receita comigo.Se for para caçar culpados,eu acho que todos os poderes falharam,faltou harmonia,e estão querendo colocar a conta no governo federal.
Marcos em Sexta, 12 Fevereiro 2021 18:47

Eu tomei água todos os dias desde Março e nem Covid peguei. Acho que água previne também, né?

Eu tomei água todos os dias desde Março e nem Covid peguei. Acho que água previne também, né?
Jocimar em Sábado, 13 Fevereiro 2021 14:01

Eu tenho provas,material e testemunhas,falo doque vivi,não somente oque ouço .

Eu tenho provas,material e testemunhas,falo doque vivi,não somente oque ouço .
Marcos em Sexta, 12 Fevereiro 2021 18:46

Lavou a alma de milhões de brasileiros. Só mesmo imbecis bozolóides levam fé nessa dupla de patetas, Bozo-Pançuello

Lavou a alma de milhões de brasileiros. Só mesmo imbecis bozolóides levam fé nessa dupla de patetas, Bozo-Pançuello
2022 em Sábado, 13 Fevereiro 2021 11:50

Bom mesmo era a dupla, cachaceiro e a ensacadora de vento, esses dois destruirão o país e os Marcos batiam palmas.

Bom mesmo era a dupla, cachaceiro e a ensacadora de vento, esses dois destruirão o país e os Marcos batiam palmas.
Agmarcarioca em Domingo, 14 Fevereiro 2021 12:52

Falei com o mito no segundo turno da eleiçao aqui em Marechal hermes disse para ele que sou amigo do soldado paraquedista Almeida apelido pardal Bolsonaro deu um largo sorriso e perguntou se ele ainda estava vivo eu disse que sim,olha a simplicidade do pqdt Bolsonaro ,quem e Cantarato ja fez o que em Brasilia para o ES espera Serginho Menegueli vem ai saudades de Colatina Agmarcarioca

Falei com o mito no segundo turno da eleiçao aqui em Marechal hermes disse para ele que sou amigo do soldado paraquedista Almeida apelido pardal Bolsonaro deu um largo sorriso e perguntou se ele ainda estava vivo eu disse que sim,olha a simplicidade do pqdt Bolsonaro ,quem e Cantarato ja fez o que em Brasilia para o ES espera Serginho Menegueli vem ai saudades de Colatina Agmarcarioca
Henrique em Terça, 16 Fevereiro 2021 12:08

Gostaria que apontasse também os culpados pelas mortes na Europa que é "exemplo" de conduta para muitos e tirou nota zero na trasmissibilidade que depende muito mais do comportamento que qulaquer ação extrema ou flexível d0 Estado.
Ainda ficar dando cartaz a quem pouco se identifica com nosso ES nas ações e prioridades políticas.

Gostaria que apontasse também os culpados pelas mortes na Europa que é "exemplo" de conduta para muitos e tirou nota zero na trasmissibilidade que depende muito mais do comportamento que qulaquer ação extrema ou flexível d0 Estado. Ainda ficar dando cartaz a quem pouco se identifica com nosso ES nas ações e prioridades políticas.
GIMENES em Quarta, 17 Fevereiro 2021 15:38

Parabéns pelo comentário certeiro, esse senador não representa o ES.

Parabéns pelo comentário certeiro, esse senador não representa o ES.
Visitante
Sexta, 16 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection