Sexta, 24 Setembro 2021

​Denúncia de corrupção na compra de vacina antecipa ato 'Fora Bolsonaro'

protesto_fora_bolsonaro_1_zanete_dadalto Zanete Dadalto
Zanete Dadalto

A areia da praia de Camburi, em Vitória, ganhou neste domingo (27) mais um atrativo: várias cruzes e faixas com "Fora Bolsonaro e Mourão", primeira manifestação no Espírito Santo depois de revelados fortes indícios de corrupção do governo federal na compra de vacina indiana Covaxin, envolvendo diretamente o presidente da República.

Zanete Dadalto

No próximo sábado (3), a campanha #ForaBolsonaro realizará a terceira manifestação no Espírito Santo, no mesmo formato das duas anteriores, ocorrida nos dias 29 de maio e 19 de junho, mantendo outra no dia 24 de julho, que será realizada em todo o país.

Zanete Dadalto

As faixas na praia de Camburi neste domingo, além de fora Bolsonaro e Mourão, exibem posicionamento da classe trabalhadora contra a reforma administrativa, em defesa do Serviço Único de Saúde (SUS), do uso de máscara e da vacina no combate pandemia da Covid-19.

Zanete Dadalto

Haverá ainda na próxima quarta-feira (30), às 17h, um ato em Brasília em apoio ao superpedido de impeachment contra Jair Bolsonaro, um texto que reúne mais de 100 pedidos de impeachment e deverá incluir a nova denúncia de corrupção. A CPI já prepara uma denúncia contra o presidente da República para apresentar conjuntamente ao Supremo Tribunal Federal (STF) e à Procuradoria-Geral da República (PGR) indicando crime de prevaricação.

Zanete Dadalto
As denúncias da suposta corrupção vieram à tona na CPI da Covid, em andamento no Senado federal, por meio dos depoimentos do servidor do Ministério da Saúde Luís Ricardo Miranda e de seu irmão, o deputado federal Luis Claudio Miranda (DEM-DF). Na sexta-feira (25), eles expuseram em detalhes suspeitas em torno do contrato do governo federal para a compra da vacina Covaxin, a mais cara entre as contratadas pelo Brasil.

Os atos do último dia 19 reuniram cerca de 750 mil pessoas em mais de 400 cidades brasileiras, de acordo com organizadores dos protestos. A quantidade seria 25% maior do que a registrada no dia 29 de maio. A próxima reunião será a 5ª Plenária Nacional das Lutas Populares que será realizada no ambiente virtual, no dia 1º de julho, às 18 horas.
Lidia Moraes

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 24 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/