Sexta, 19 Agosto 2022

Eleição na Serra deve ser liquidada já neste domingo

Eleição na Serra deve ser liquidada já neste domingo

O município da Serra é um dos quatro no Espírito Santo em que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esperava que houvesse segundo turno, mas pelo andar da carruagem, a disputa pela prefeitura deve terminar mesmo no próximo domingo (7).



O prefeito Sérgio Vidigal (PDT) disputa a reeleição e outros dois nomes estão no pleito: o deputado federal Audifax Barcelos (PSB) e o Professor Renato (Psol). Apesar de ter três candidatos, o palanque do psolista não deslanchou e a disputa ficou radicalizada entre Vidigal e Audifax.



A disputa ganhou, antes mesmo de começar, um tom emocional. Vidigal estabeleceu Audifax como o filho ingrato que não reconhece o capital que lhe foi dado e o deputado declarou o prefeito como o pai traidor, que não o deixou disputar a reeleição em 2008. A briga “familiar” espantou outros nomes que se colocavam na disputa, visualizando o duro embate que se desenhava no município.



Nesse contexto, o secretário de Esportes do Estado, Vandinho Leite (PR), que pretendia disputar a eleição, se uniu ao candidato Audifax, assim como o deputado estadual Roberto Carlos (PT). O PSD do promotor Saint’Clair Nascimento também tirou o time de campo, dando passagem para a polarização da disputa.



Vandinho e Roberto Carlos também orbitavam em torno do projeto de Vidigal e nunca tiveram uma postura de enfrentamento ao prefeito, como foi adotada por Audifax ainda na disputa de 2010, quando superou no eleitorado serrano a candidata de Vidigal, a deputada Sueli Vidigal (PDT), na eleição para a Câmara dos Deputados.



Na disputa deste ano, Vidigal largou na frente com o poder da máquina, mas Audifax acionou um trunfo que fez com que ele virasse o jogo na eleição. Desde o início, o deputado contava com o apoio do deputado Camilo Cola (PMDB), que voltou à Câmara na suplência de Audifax, quando o socialista se licenciou para a disputa.



No processo eleitoral, Vidigal não conseguiu o mesmo desempenho nas ruas e foi caindo, ao passo em que Camilo deu um suporte financeiro necessário para que Audifax ganhasse fôlego na reta final e superasse Vidigal.



A disputa ainda está dura entre os dois e o resultado das urnas pode surpreender. Mas como o voto de protesto para Professor Renato não atingiu o nível esperado, tudo indica que um dos dois vai sair vitorioso já no domingo.






 

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 19 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/