Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,79
Sábado, 10 Abril 2021

​Governador anuncia mudanças no secretariado e acomoda Gilson Daniel

gilson_daniel_amunes Amunes
O governador Renato Casagrande anunciou, na noite desta quinta-feira (25), mudanças no primeiro escalão do secretariado. As pastas de Desenvolvimento e Ciência e Tecnologia foram fundidas, passando a compor a Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento, comandada agora por Tyago Hoffmann, ex-secretário de Governo. A mudança acomoda o ex-prefeito de Viana e presidente da Associação dos Municípios do Estado (Amunes), Gilson Daniel (Podemos), nomeado para o cargo anterior de Hoffmann.

A entrada de Gilson Daniel no governo já era esperada pelo mercado político. O ex-prefeito é aliado de Casagrande, atuou nas últimas disputas municipais, e comunicou que não tentaria a reeleição à presidência da Amunes, assumindo articulações com o Palácio Anchieta para fazer um sucessor no  pleito que será realizado no dia 31 de março. A expectativa era de que a nomeação fosse para um cargo de destaque e estratégico, como de fato ocorreu. Já Hoffmann, homem de confiança de Casagrande e economista, amplia suas atribuições no governo.

Com a "dança das cadeiras", a então secretária de Ciência e Tecnologia, Cristina Engel, vai dirigir a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), assumindo o posto de Denio Rebello Arantes, que era diretor presidente da Fapes e agora compõe a equipe da nova pasta como subsecretário.

Já o ex-secretário de Desenvolvimento, Marcos Kneipp, assume um posto de diretoria no Banco de Desenvolvimento do Espirito Santo (Bandes).

"As mudanças são importantes num momento em que ganhamos muita velocidade nas entregas do Estado", justificou o governador durante a transmissão, realizada ao lado da vice, Jaqueline Moraes (PSB).

Bandes

Nesta quinta, o governo também informou que a indicação do diretor-presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo, Munir Abud de Oliveira, foi aprovada pelo Banco Central do Brasil. Ele toma posse oficialmente no cargo na próxima segunda-feira (1º).

"O banco passou por uma modernização administrativa, reposicionamento comercial e reversão de resultados. Agora vamos dar uma atenção especial ao sistema de Parcerias Público-Privadas (PPPs) do Espírito Santo, bem como buscar a desburocratização de projetos em andamento, assegurando o desenvolvimento econômico do Estado", apontou.

Munir Abud foi diretor-presidente da Agência de Regulação de Serviços Públicos do Estado do Espírito Santo (ARSP), procurador-geral de Anchieta e conselheiro da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Espírito Santo OAB/ES.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 10 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection