Quarta, 29 Junho 2022

Governo anuncia mais mudanças no secretariado para as eleições

gilson_ramalho_ellen_Campanharo_ALES Ellen Campanharo/Ales
Ellen Campanharo/Ales

Maria Emanuela Alves Pedroso e o coronel da Polícia Militar Márcio Celante Weolffel assumirão a Secretaria de Estado de Economia e Planejamento (SEP) e de Segurança Pública (Sesp), respectivamente, no lugar de Gilson Daniel (Podemos) e Alexandre Ramalho (se filiará ao Podemos), que deixam os cargos para concorrer às eleições deste ano. Esta é terceira de pelo menos seis mudanças previstas na equipe de auxiliares do governador Renato Casagrande (PSB), atendendo às regras de desincompatibilização da Justiça Eleitoral. 

Gilson Daniel será candidato à Câmara dos Deputados este ano e Alexandre Ramalho manifestou interesse em tentar o Senado, podendo disputar outro cargo caso não consiga se viabilizar, já que a concorrência para a vaga no bloco de Casagrande está acirrada.

Também já deixou a função no governo nesta semana o deputado federal licenciado Paulo Foletto (PSB), ex-secretário de Agricultura, que concorrerá à reeleição. Até sábado (2), terão que fazer o mesmo Tyago Hoffmann (PSB), secretário de Desenvolvimento Econômico, candidato à Assembleia Legislativa; e  Marcus Vicente (PP), do Desenvolvimento Urbano, e Lenise Loureiro (Cidadania), do Turismo, pré-candidatos a deputado federal.

A vice-governadora, Jacqueline Moraes (PSB) também vai disputar a Câmara, mas pode permanecer na função. Outro cotado para o pleito ao Senado, pelo Podemos, é Edmar Camata, da pasta de Controle e Transparência. Ele também poderá se filiar ao Podemos.

A nova secretária de Planejamento, que assume o cargo nesta sexta-feira (1º), tem 38 anos e atuava como assessora especial no órgão. Ela também foi subsecretária administrativa da Secretaria de Estado de Governo (SEG). Em Viana, foi secretária de Administração e Finanças e também secretária de Governo, na gestão do ex-secretário Gilson Daniel. Exerceu mandatos de vereadora e prefeita de Alto Rio Novo.

Já o coronel da Polícia Militar Márcio Celante Weolffel, de 53 anos, passa a atuar à frente da Sesp no sábado (2). Ele é bacharel em Administração pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e especialista em segurança pública. Foi subsecretário de Integração Institucional da Sesp, atuando à frente de ações, como a Operação Estado Presente. 

O
 substituto de Folletto é o gestor ambiental e técnico em Agropecuária Mário Louzada, de 54 anos, que nos últimos três anos ocupou a presidência Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e já presidiu o Fórum Nacional de Sanidade Agropecuária (Fonesa). Como diretor-presidente do Idaf, foi será nomeado o advogado Leonardo Monteiro.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 29 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/