Terça, 16 Agosto 2022

Jovens explicam candidatura coletiva em lançamento de chapa para federal

candidaturacoletiva_PT_ivo_iona_manu_arquivopessoal Arquivo Pessoal

Já com sinalização positiva da Executiva Estadual do PT, três jovens estudantes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) formalizam, no próximo dia 11, uma candidatura coletiva para concorrer à Câmara Federal nas eleições de outubro, conforme divulgou Século Diário em março. O lançamento ocorrerá no Tríplex Vermelho, localizado no Centro de Vitória, a partir das 19 horas.

"Vamos falar da candidatura e das estratégias que estamos organizando", diz Manu Kisse, 22 anos, estudante de Ciências Sociais, vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) no Estado, uma das integrantes do grupo, composto também por Iona Açucena, 22, aluna de Enfermagem, vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde de Cariacica, militante do Movimento Negro Unificado (MNU); e Ivo Lopes, 27, estudante de Direito e secretário estadual da Juventude do PT.

Militantes do Movimento Kizomba e Enegrecer, articulados com a política com o foco na luta de classes, que consideram imprescindível para tornar a sociedade mais igualitária, os estudantes rejeitam a coalizão de partidos de direita e apostam na ampliação da representatividade popular. Sabem das dificuldades, inclusive no que se refere à legislação eleitoral, mas estão dispostos a enfrentá-las. 

Ainda neste mês, eles definirão quem será o cabeça da chapa, com representação na Justiça Eleitoral. Essa forma de representatividade política passou a ser praticada de maneira mais aberta a partir das eleições de 2016, apesar de ainda não existir regulamentação. No entanto, desde 1994, há registro de tentativas de regulamentar as candidaturas e os mandatos coletivos.

Manu Kisse explica que o encontro do dia 11, aberto ao público, servirá para esclarecer dúvidas e ampliar os canais de apoio. Para isso, alguns pré-candidatos têm sido convidados, como o candidato do PT ao governo do Estado, Fabiano Contarato, e a professora Célia Tavares, que trabalha internamente para garantir uma vaga na disputa ao Senado e conta com o apoio do grupo. Impossibilitado de comparecer, Contarato encaminhou um vídeo que será exibido no evento.

Os jovens entendem que o senador é a opção mais viável para mudar a política no Espírito Santo, influenciada por setores empresariais há mais de 20 anos.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 16 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/