Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Segunda, 14 Junho 2021

Morre de Covid-19 o ex-prefeito de Santa Teresa

gilson_amaro_facebook Facebook

A Covid-19 levou mais um importante ator da política capixaba na noite dessa terça-feira (13). Depois de 57 dias internado, faleceu aos 75 anos Gilson Amaro, ex-prefeito de Santa Teresa e ex-deputado estadual.

Ele deu entrada em um hospital no município de Santa Teresa no dia 17 de fevereiro, com 50% dos pulmões comprometidos. Depois foi transferido para Colatina, onde ficou internado na  Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi intubado ao ter comprometimento de 90%. Gilson será enterrado em Santa Teresa e, em função da pandemia, não haverá velório.

Nascido em 1945 no distrito de Santa Júlia, então Santa Teresa e hoje São Roque do Canaã, foi liderança regional influente e exerceu o cargo de prefeito de Santa Teresa em quatro ocasiões (1992, 2004, 2008 e 2016).

Depois de ter sido vereador e prefeito em de seu município, Gilson ficou na suplência na eleição para a Assembleia Legislativa em 1998, mas chegou a exercer o cargo de deputado pelo então PMDB (hoje MDB), no conturbado final de gestão do governador José Ignácio (eleito pelo PSDB mas terminando o mandato pelo PTN).

Em 2002, o então deputado foi eleito pelo PPB e seguiu no legislativo estadual por dois anos, já durante a gestão de Paulo Hartung (então no PSB), tendo renunciado para assumir o cargo de prefeito de Santa Teresa, depois de eleito em 2004 pelo PRTB. Quatro anos depois, foi reeleito na prefeitura, pelo pelo PMDB, permanecendo no cargo até 2012.

Entre 2009 e 2012, enquanto prefeito de Santa Teresa, presidiu a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), em período em que os prefeitos do Estado se articularam em defesa do Fundo de Desenvolvimento das Atividades Portuárias (Fundap) e do sistema de repasse dos royalties de petróleo. Foi sucedido na entidade por Eliezer Rabelo, então prefeito de Vargem Alta. Em 2014 concorreu a deputado federal pelo DEM, sem sucesso.

Mas Gilson Amaro ainda voltara a comandar a prefeitura de Santa Teresa entre 2016 e 2020, eleito pelo DEM. No entanto, mudaria de partido novamente, concorrendo à reeleição no ano passado pelo PP, mas terminaria derrotado por Kleber Medici (PSDB), que teve mais de 50% dos votos no município.

O PP, ao qual Gilson Amaro ainda era filiado, lamentou em nota o falecimento do ex-prefeito. "Sentimos muito pela perda irreparável da nosso querido amigo, parceiro de lutas, homem íntegro e trabalhador. Nosso respeito e carinho aos familiares e amigos enlutados".

Pelo Twitter, o governador Renato Casagrande (PSB) se declarou triste com a partida de Gilson Amaro. "Mais uma vítima da Covid-19. Neste momento de dor me solidarizo com seus familiares e amigos. Gilson deixa um legado de trabalho, dedicação e amor à sua terra. Siga em paz, amigo!", escreveu.

O governador decretou luto oficial, por três dias, em sinal de pesar pelo falecimento do ex-prefeito de Santa Teresa.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 15 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/