Dólar Comercial: R$ 5,31 • Euro: R$ 6,29
Quarta, 25 Novembro 2020

​No horário eleitoral, Pazolini refuta 'inverdades' e Coser diz que sabe 'como fazer'

pazolini_coser_segundoturno_5_redessociais Redes sociais
Redes sociais

"Muitas inverdades" e "Isso eu já fiz e sei como fazer" são frases que apareceram com destaque nas peças apresentadas no primeiro dia do horário eleitoral do segundo turno na disputa à prefeitura e Vitória, nessa sexta-feira (20). A campanha segue neste fim de semana com visitas aos bairros da cidade e negociações em torno das candidaturas. João Coser, do PT, esteve em São Pedro, Santo Antônio e Jardim da Penha; o Delegado Pazolini, candidato do Republicanos, fez um adesivaço na praça do Papa e o restante do dia realizará carreata por diversos bairros. 

O primeiro vídeo da propaganda eleitoral mostrou o Delegado Pazolini em carreatas e contato com a população, acompanhado da vice, Capitã Estéfane (Republicanos), da Polícia Militar. A peça publicitária exibiu sua biografia, com ênfase no combate ao crime, como delegado da Polícia Civil, e colocou o candidato se defendendo de denúncias que vieram à tona no primeiro turno.

As acusações formuladas por Fabrício Gandini (Cidadania), terceiro lugar do pleito no primeiro turno, ligam Pazolini a lideranças políticas alinhadas ao presidente Jair Bolsonaro. O candidato ressaltou as "muitas inverdades" e a sua condição de policial civil e a frase "liberdade, só para quem promove o bem".
.
O segundo vídeo mostra João Coser e sua vice, Jackeline Rocha, candidatos do PT, em caminhada pelas ruas, embalados pela música "João Coser é prefeito, Vitória no coração", de Carlos Papel e Lula DVitória, remixada por Jam Peniteni. Como ex-prefeito da cidade por dois mandatos consecutivos, exibiu obras em sua gestão, entre elas o calçadão de Camburi, o Tancredão, várias vias asfaltadas, habitação popular, e apontou para realizações no futuro, especialmente para promover uma sociedade igualitária. 

O vídeo de João Coser mostrou a vereadora eleita Camila Valadão, do Psol, a segunda mais votada em Vitória, resultante da decisão do partido de votar "contra Pazolini, contra a extrema direita". Camila declarou apoio a João Coser e enfatizou: "Não podemos dar um passo atrás".

Nas redes sociais, a vereadora Neuzinha Oliveira (PSDB), derrotada no primeiro turno, divulgou vídeo enaltecendo a figura do Delegado Pazolini, afirmando que ele foi um dos responsáveis pelo Terceiro Conselho Tutelar de Vitória e do combate à violência sexual infantil no Fórum Araceli. Ele também recebeu apoio do vereador eleito Armando Fontoura, do Podemos, que aparece em vídeo ao lado do ex-governador César Colnago, do PSDB.

Essas adesões se somam a outras, ligadas ao ex-governador Paulo Hartung (sem partido), que, nos meios políticos servem para ampliar o raio de influência do ex-governador e, consequentemente, do presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso, e do deputado federal Amaro Neto, dirigentes do Republicanos no Estado, diretamente relacionada à sucessão estadual daqui a dois anos.

O uso para fins políticos do Fórum Araceli é recorrente. Criado em 2002 para homenagear a memória da menina Araceli Cabrera Crespo, estuprada e assassinado em 1963, serve para enriquecer a folha de serviços de candidatos, como ocorreu em 2019, quando o prefeito Luciano Rezende e o deputado Fabrício Gandini, ambos do Cidadania, inauguraram um mural no final da praia de Camburi, que contribuiu para inflar a então pré-candidatura de Gandini à prefeitura de Vitória.

Do lado de João Coser, além de Camila Valadão, já manifestaram apoio à sua candidatura os vereadores Luiz Paulo Amorim (PV), reeleito, Anderson Goggi (PTB), eleito este ano, e o presidente do PSB, Juarez Vieira.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 3

Thonnys em Sábado, 21 Novembro 2020 15:58

Vitória abraçou o 1️⃣0️⃣???

Vitória abraçou o 1️⃣0️⃣???
Jefferson Nogueira em Domingo, 22 Novembro 2020 06:49

O apoio de Luciano Rezende ao candidato de Magno Malta tem nome: suicídio político. Te cuida, Casagrande.

O apoio de Luciano Rezende ao candidato de Magno Malta tem nome: suicídio político. Te cuida, Casagrande.
Diana Gustavo Couto em Segunda, 23 Novembro 2020 09:29

Vamos com Pazolini 10...

Vamos com Pazolini 10...
Visitante
Quarta, 25 Novembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection