Domingo, 14 Julho 2024

Ramalho traz ao Estado estrelas do bolsonarismo para lançar pré-candidatura

coronel_ramalho_redes Redes Sociais

Os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PL-RJ) e Gilson Cardoso Fahur, conhecido como Sargento Fahur (PSD-PR), são as duas figuras mais emblemáticas da extrema direita bolsonarista que estarão presentes no lançamento da pré-candidatura do coronel Ramalho (PL) à Prefeitura de Vila Velha. O ato, no próximo dia 27, às 15 horas, na Estação Verde Eventos, reunirá, também, o senador Magno Malta, presidente estadual do PL, e deputados estaduais e federais do partido.

Ex-secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, Alexandre Ramalho se filiou ao Partido Liberal (PL) em março deste ano, em Brasília, com a presença do ex-presidente Jair Bolsonaro, presidente de honra do partido, por sua condição inelegível, que abonou suas ficha, tendo como articulador o senador Magno Malta.

"Agora é fato! O capitão deu a missão. Agora sou oficialmente pré-candidato a prefeito de Vila Velha pelo PL. Agradeço ao senador Magno Malta, deputado Gilvan da federal e ao presidente Bolsonaro pela oportunidade e confiança. Deus, Pátria, Família e Liberdade", declarou, no ato de filiação, fechando a frase com o jargão bolsonarista usado nos círculos da extrema direita mundial.

A filiação de Ramalho ao PL foi antecedida de intensas conversas, na época em que ele ainda ocupava a Secretaria de Segurança Pública, filiado ao Podemos, mesmo partido do prefeito de Vila Velha, Arnaldinho Borgo, apoiado pelo governador Renato Casagrande (PSB). Desligou-se do governo em fevereiro e buscou um legenda partidária, entre o Republicanos e o PL.

Nesta quinta-feira (20), Ramalho agradeceu ao senador Magno Malta "por ter nos acolhido no PL" e disse que o "partido que dialoga diretamente com tudo aquilo que pensamos, com os nossos valores cristãos que refletimos e sentimos e apendemos ao longo da nossa carreira na Polícia Militar do Espírito Santo".

Os dois convidados especiais para o evento são figuras bastante conhecidas do bolsonarismo. Eduardo Bolsonaro, filho do ex-presidente, é um dos mais atuantes do movimento de extrema direita, com ligações internacionais. Já o sargento Fahur, reeleito no Paraná com elevada votação, é conhecido por seus posicionamentos extremistas na Câmara e, em 2023, chegou a ameaçar o então ministro da Justiça, Flavio Dino, durante debate sobre a questão do armamento. "Vem tomar minha arma aqui, seu merda", disse ele.

Nas redes sociais, Ramalho avança em críticas à prefeitura, desta vez, sobre a "falta de diálogo com as comunidades, que gera consequências graves para nossa população". Diz também: "Sem ouvir as necessidades e preocupações de quem vive e trabalha aqui, muitos problemas importantes acabam sendo deixados de lado".

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 15 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/