Sexta, 24 Junho 2022

Semana deve ser decisiva na definição de candidaturas às eleições deste ano

conta_audifax_manato_leonardo_saa Leonardo Sá
Leonardo Sá

Apesar de ainda não ser o prazo final, a semana que começa neste domingo (22) deve ser decisiva para a definição de candidaturas na disputa às eleições de outubro, a dois meses das datas estabelecidas pela Justiça Eleitoral, que vai de 20 de julho a 5 de agosto. Nesse período devem ser realizadas as convenções partidárias para escolha dos candidatos ao governo do Estado, um senador, e deputados federal e estadual.

As articulações em andamento envolvem desde cúpulas partidárias e outras lideranças até a base de legendas, cuja influência de maior peso se encontra entre os partidos de esquerda, como o Psol e o PT. As pré-candidaturas ao governo do senador Fabiano Contarato, do PT, do ex-prefeito da Serra, Audífax Barcelos, da Rede Sustentabilidade, e do ex-deputado federal Carlos Manato, do PL, dependem de decisões partidárias para prosperarem.

Dos três, somente a de Audifax está garantida, do lado do seu partido. No entanto, enfrenta uma rejeição muito forte do Psol, que forma uma federação com a Rede, por força de acordos formalizados na esfera nacional, em oposição à base partidária, que se posiciona à esquerda por questões ideológicas e programáticas. Nesta semana, representantes das duas legendas sentam à mesa novamente a fim de tentar ajustar os ponteiros.

No caso de Manato, a investida parte do grupo do ex-senador Magno Malta, presidente do PL no Estado, de acordo com comentários nos bastidores políticos, em articulação que envolveria apoio ao deputado Erick Musso e afetaria, também, o pré-candidato ao Senado, Sergio Meneguelli, ex-prefeito de Colatina.

Fontes do partido confirmam o nome de Meneguelli, e destacam a citação de seu nome no encontro do partido, nessa quinta-feira (19), como o pré-candidato ao Senado. Em contrapartida, lideranças políticas destacam que, como seria natural, ele não fez qualquer pronunciamento, enfatizando que a "festa foi toda focada em Erick Musso e o prefeito Lorenzo Pazolini".

Já o PT, decidiu colocar na rua a pré-candidatura do senador Fabiano Contarato, apesar da indefinição da executiva nacional em decorrência da aliança com o PSB, partido do governador Renato Casagrande, pré-candidato à reeleição. A partir desta semana, a militância pretende intensificar a movimentação programando visitas a comunidades, com o objetivo de massificar o nome do senador, independente do que ocorrer no âmbito nacional.

As fontes destacam, porém, que essas ações não podem concorrer para prejudicar a pré-campanha do ex-presidente Lula à Presidência da República, prioritária para o partido.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 1

Agmarcarioca amigo do mito em Sábado, 21 Mai 2022 14:59

So so so so no desgaste ta lascado,enquanto isso so da Sergio Meneguelli melhor politico capixaba,quem planta colhe ,com pouco fez muito,esse eu conheço a 44 anos,calma Magno Malta mas uma eleiçao com derrota,o povo ta de olho,ja conhece todos os politicos profisionais,que vive da politica

So so so so no desgaste ta lascado,enquanto isso so da Sergio Meneguelli melhor politico capixaba,quem planta colhe ,com pouco fez muito,esse eu conheço a 44 anos,calma Magno Malta mas uma eleiçao com derrota,o povo ta de olho,ja conhece todos os politicos profisionais,que vive da politica
Visitante
Sexta, 24 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/