Quinta, 27 Janeiro 2022

Sindibancários comemora 88 anos com protesto contra gestão de Jair Bolsonaro

aniversario_sindibancarios_divulgacao Divulgação/Sindibancários
Divulgação/Sindibancários

O movimentado trecho da Reta da Penha onde está localizada uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) em Vitória ganhou um novo colorido na manhã desta quarta-feira (12) com o protesto do Sindicato dos Bancários no Espírito Santo (Sidibancários-ES), que marcou a passagem dos 88 anos de sua fundação e os 161 anos da CEF. Bolas vermelhas, uma maquete de bolo, cartazes afixados na vidraça da agência e panfletagem chamavam a atenção de quem passava pelo local, sem impedir o atendimento aos clientes. 

O principal alvo dos protestos, divulgados por meio de um sistema de som, foi o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, um dos mais próximos aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL), com sua gestão que contribuiu para a implantação de uma "política privatista e de desmonte do serviço público".

"A Caixa é uma das poucas empresas do país onde com certeza todo brasileiro vai entrar algum dia para obter um serviço. Esse governo quer destruir o papel social do banco, as políticas públicas. Nesse dia simbólico, queremos repudiar as ações do governo Bolsonaro", afirmou o diretor do sindicato e empregado da Caixa Igor Bongiovani.

No panfleto distribuído aos clientes e à população em geral, o sindicato lembra que os "empregados da Caixa têm muito a se orgulhar e pouco a comemorar nessa data. Orgulho porque a Caixa é o maior banco social do país, cumprindo o papel de inclusão bancária de milhões de brasileiros através de pagamento de benefícios sociais e promoção de políticas públicas e de infraestrutura, como financiamento para saneamento e moradia". 

Mas destaca, no entanto, que os "empregados estão exaustos com uma jornada de trabalho cansativa devido à escassez de trabalhadores nas agências. Os que lá estão se desdobram para dar o atendimento que o público merece. Mas essa dedicação não tem o reconhecimento da direção do banco". 

Entre os empregados, há um clima de "preocupação geral com o futuro do banco, com frequentes ameaças de privatização feias pelo presidente Bolsonaro e também pelo presidente, Pedro Guimarães, que expõem os empregados a situações vexatórias, promovendo assédio moral coletivo. É uma direção que não valoriza os empregados e o patrimônio público".

O secretário geral da entidade, Jonas Freire, destacou os 88 anos da entidade enfatizando as décadas de luta em defesa não só da categoria bancária e dos seus direitos, mas também da classe trabalhadora e do patrimônio público."Agora estamos enfrentando uma árdua tarefa, pois o governador Renato Casagrande (PSB) quer privatizar a seguradora do Banestes, uma empresa com mais de meio século de existência, 100% pública, rentável, que investe no Espírito Santo. Nossa luta não tem fim, é permanente, enquanto houver ameaça aos direitos do povo", afirmou.


Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 4

Seu Madruga em Quarta, 12 Janeiro 2022 20:32

Bando de folgado esses sindicalistas. Chega de viver às custas do trabalhador.

Bando de folgado esses sindicalistas. Chega de viver às custas do trabalhador.
Edmar de Azevedo Nunes em Quarta, 12 Janeiro 2022 20:51

O governo do pt roubou a vontade, colocou pessoas incapacitadas nas diretorias da Caixa, Banco do Brasil, lembrem do Bendine, a compra do Banco Pan Americano feita logo após uma auditoria. A Funcef atacada e esses CARAS vem agora fazer ações politica partidária. Vcs deveriam ter vergonha do que o governo dos PETRALHAS deixaram de herança para as futuras gerações. Atacaram com VOLÚPIA o FUNDO DE PENSÃO dos CORREIOS e vcs ficaram calados. Empréstimos para países com a autorização do LULA 171 para ter o quinhão e vcs ficaram calados. Fizeram uma sede da PETROBRAS em terreno particular e hoje nós pagamos o aluguel do TERRENO e VCS ficaram e ficam calados. A PETROBRAS foi assaltada e VCS ficaram calados. Chega de politicagem , vcs deveriam ter VERGONHA de manifestarem e se omitiram no passado. Isso não cola mais. V E R G O N H A.

O governo do pt roubou a vontade, colocou pessoas incapacitadas nas diretorias da Caixa, Banco do Brasil, lembrem do Bendine, a compra do Banco Pan Americano feita logo após uma auditoria. A Funcef atacada e esses CARAS vem agora fazer ações politica partidária. Vcs deveriam ter vergonha do que o governo dos PETRALHAS deixaram de herança para as futuras gerações. Atacaram com VOLÚPIA o FUNDO DE PENSÃO dos CORREIOS e vcs ficaram calados. Empréstimos para países com a autorização do LULA 171 para ter o quinhão e vcs ficaram calados. Fizeram uma sede da PETROBRAS em terreno particular e hoje nós pagamos o aluguel do TERRENO e VCS ficaram e ficam calados. A PETROBRAS foi assaltada e VCS ficaram calados. Chega de politicagem , vcs deveriam ter VERGONHA de manifestarem e se omitiram no passado. Isso não cola mais. V E R G O N H A.
Christiano em Segunda, 17 Janeiro 2022 07:37

Ninguém em sã consciência deseja a volta da máfia petista. Cadê retro. Seita comunista. Bolsonaro de novo em 2022.

Ninguém em sã consciência deseja a volta da máfia petista. Cadê retro. Seita comunista. Bolsonaro de novo em 2022.
Walter em Terça, 18 Janeiro 2022 12:05

Onde estava estava estes “ sindicalistas “ quando Lula, Dilma e o PT saquearam o BNDES ? Acho que eles ainda pensam que o povo é bobo

Onde estava estava estes “ sindicalistas “ quando Lula, Dilma e o PT saquearam o BNDES ? Acho que eles ainda pensam que o povo é bobo
Visitante
Quinta, 27 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/