Domingo, 14 Julho 2024

Soraya quer ser prefeita, mas PP diz que está 'debruçado' na reeleição de Pazolini

soraya_marinaramos_agcamara Marina Ramos/Ag.Câmara

"Estamos debruçados sobre o projeto de reeleição de Pazolini e fomos surpreendidos com esse pedido", disse a Século Diário nesta segunda-feira (8), o presidente do diretório do Partido Progressistas (PP) de Vitória, Mario Marinho Delmaestro, ao comentar o ofício da ex-deputada federal Soraya Manato colocando seu nome como pré-candidata à Prefeitura de Vitória. O pedido foi enviado, também, ao presidente do diretório estadual, Da Vitória, que é da mesma opinião.

Delmaestro destacou que a decisão da ex-deputada será debatida na convenção do partido, no próximo dia 27, considerando que ela é filiada, e enfatizou que o foco principal é a reeleição do atual prefeito, Lorenzo Pazolini (Republicanos), que pode ter como vice um integrante do PP.

Também ouvido, o presidente estadual do PP, deputado Da Vitória, disse: "Estive hoje [segunda, 8] de manhã com o Manato. Ele trouxe que a ex-deputada Soraya está disponível a colocar o nome para a disputa em Vitória. Assim como todos os filiados do partido, é um pleito legítimo que será dialogado com muita seriedade pelo diretório municipal e estadual".

Da Vitória enfatizou que "o Progressistas tem uma proximidade, que vem sendo construída ao longo do último ano, com o prefeito Pazolini. É uma posição majoritária dentre os nossos membros de Vitória estar nesse projeto. Mas tudo será conversado com muita tranquilidade, respeito e seriedade".

No documento enviado ao PP, partido que está filiada desde abril, Soraya Manato afirma que "adquiriu significativa experiência" na vida pública e pode sentir com profundidade as necessidades do Espírito Santo e de Vitória.

"Assim, coloco meu nome à disposição da convenção municipal para disputar a eleição de prefeita de Vitória. Estou convicta de que, com a força do Partido Progressistas e a qualificação do atual quadro de filiados, podemos construir um projeto sólido para o desenvolvimento de nossa cidade, atendendo às expectativas e necessidades da população", diz a ex-parlamentar.

Soraya é integrante do "grupo raiz" do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), tornado inelegível e indiciado pela Polícia Federal por roubo de joias e falsificação de cartões de vacina, com risco de ser preso a qualquer momento. Na gestão passada, teve papel de destaque no contexto político, juntamente com seu marido, o ex-deputado federal Carlos Manato. 

Nos meios políticos, o pedido de Soraya contribui para complicar as articulações do PP para indicar o nome para vice na chapa de Pazolini, com dois mais destacados: o do presidente da Câmara de Vitória, Leandro Piquet, e da empresária Cris Samorini. O ex-secretário municipal de Governo, Aridelmo Teixeira, do Partido Novo, também está nas cotações, e deixou o cargo na última sexta-feira (5).

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 15 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/