Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Segunda, 21 Junho 2021

Projeto agenda vacinas para pessoas com dificuldade de acesso à internet

agendamento_vacina_divulgacao SD
Um projeto social capixaba tem ajudado idosos e pessoas em vulnerabilidade social a agendar a aplicação de vacinas contra a Covid-19. Em um contexto de desigualdade de contato com equipamentos tecnológicos, o site "Me Ajude a Vacinar Você' tenta democratizar o acesso à imunização contra o coronavírus, que já fez mais de 11 mil vítimas fatais no Estado.

Iniciativa da organização Atitude Inicial, o projeto é formado por uma rede de voluntários. A ponte entre quem quer ajudar e quem precisa de acesso é feita por meio de uma plataforma online, onde o cadastramento é realizado.

"A ideia principal do projeto é democratizar a vacina. Hoje, os pontos de vacinação estão espalhados por toda a cidade e eu acho um absurdo, por exemplo, pessoas de bairros nobres terem acesso, no posto da periferia, a uma vacina que a própria periferia não tem acesso porque não consegue entrar em um site", declara Jota Júnior, idealizador do projeto.

Iniciada no último sábado (5), a ação facilita o agendamento para pessoas que precisam se vacinar em municípios da Grande Vitória, mas a ideia é ampliar para qualquer município em que o cadastramento aconteça virtualmente.

Os voluntários podem ser de qualquer lugar. Após a inscrição, eles passam por oficinas para aprender a utilizar os sistemas das prefeituras e são atualizados sobre a abertura de novas vagas nas cidades capixabas. "Temos cadastros até de pessoas dos Estados Unidos e de outros estados do país", informa Jota.

Ele conta que a ideia do projeto surgiu após conversa com uma amiga que, assim como ele, já estava agendando a vacina para pessoas próximas que precisavam. "Ela brincou: 'amigo, tô com vontade de abrir uma Lan house aqui no bairro e ficar lá agendando pra todo mundo. Eu falei: vamos fazer um projeto pra isso, então. Juntar quem tem acesso com quem precisa", relata.

Com a baixa quantidade de doses disponibilizadas pelo governo federal, as vagas disponibilizadas acabam rapidamente. "O agendamento esgotou em três minutos!", diz uma usuária na página do Instagram da Prefeitura de Vitória. A capital, juntamente com Vila Velha, Cariacica e Serra, adotou o agendamento virtual para a aplicação das doses, assim como outras cidades do Espírito Santo.

Apesar de ter o objetivo de facilitar a logística da vacinação, nem todo mundo tem acesso constante a equipamentos tecnológicos. Uma pesquisa realizada em 2019 pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) identificou que pessoas de 60 anos ou mais acessaram serviços na área de saúde pública, como agendamentos de consulta, em proporções menores (38%) do que pessoas mais jovens. O mesmo foi observado entre usuários das classes D e E (35%).

Com a dificuldade de acesso, o monitoramento das vagas para aplicação das vacinas se torna mais difícil. "Está chovendo para todo mundo, mas molhando de formas muito diferentes. Uma coisa é você ficar na chuva dentro da sua casa, outra é gente que nem casa e guarda-chuvas tem", compara Jota.

Para chegar a quem precisa de ajuda, o projeto conta com a indicação de pessoas que conhecem quem não tem acesso, além de fazer articulações com associações e organizações comunitárias. "A ideia e fazer também alguns mutirões presenciais de coleta de dados de quem precisa diretamente nas localidades, já que as pessoas que mais precisam realmente têm dificuldade de acesso", explica.

A analista de marketing, Edilaine Machado, é uma das voluntárias que se ofereceu para participar do projeto. Ela conta que já conhecia a organização Atitude Inicial e decidiu participar após ver a divulgação da iniciativa nas redes sociais, abrindo um espaço na própria rotina.

"A gente sabe que muitas pessoas não têm acesso. Eu tenho limitação de horário, mas consigo ter acesso à internet no meu horário de almoço, depois do expediente ou até nos fins de semana, porque depende muito dos dias que abrem vaga para as vacinas", explica

O projeto está aberto para a inscrição de voluntários. Os interessados em participar devem se cadastrar no site da iniciativa. https://meajudeavacinar.vc/

Atitude Inicial

O Me Ajude a Vacinar Você é uma ação da Atitude Inicial, organização sem fins lucrativos que, há nove anos, desenvolve projetos de engajamento e tecnologia social no Espírito Santo. Por meio de oficinas culturais, intervenções, e projetos comunitários, o grupo realiza ações para promover a transformação social de localidades e pessoas.

"Às vezes, a gente acha que para mudar o mundo precisa fazer coisas gigantescas, complexas. Na verdade, atitudes pequenas e simples, aos poucos, vão fazendo a diferença. Agendar uma vacina pode salvar uma vida e isso não tem preço. Graças ao SUS [Sistema Único de Saúde], não custa nada", declara Jota.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários: 1

Thiago Izoton em Quarta, 09 Junho 2021 13:27

Apenas uma errata: A Atitude Inicial é uma empresa de impacto social, não um projeto sem fins lucrativos. Ela produz projetos para empresas e busca gerar impacto positivo com os produtos e serviços que entrega.
Esse projeto, especificamente, é voluntário, mas os demais, não.

Apenas uma errata: A Atitude Inicial é uma empresa de impacto social, não um projeto sem fins lucrativos. Ela produz projetos para empresas e busca gerar impacto positivo com os produtos e serviços que entrega. Esse projeto, especificamente, é voluntário, mas os demais, não. :)
Visitante
Segunda, 21 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/