Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Segunda, 21 Junho 2021

'Devemos aderir ao isolamento amplo ou morrer como sociedade'

nesio_fernandes_1_sesa Sesa

A velocidade de transmissão da Covid-19, segundo o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, é "assustadora". Em suas redes sociais, ele afirmou que se o Espírito Santo mantiver a quantidade de casos positivos observados nos últimos dias, na próxima semana irá ultrapassar o pico da segunda expansão da doença, podendo chegar ao final de março com, no mínimo, 650 mortes. "Estamos diante de uma disjuntiva: aderir incondicionalmente ao isolamento amplo ou morrer como sociedade, e repetir no Espírito Santo as catástrofes que viveram outros estados e países".

O secretário afirma que na velocidade de crescimento de casos de Covid-19 em que o Estado se encontra, sem adesão total ao isolamento radical de todo o Espírito Santo, "caminharemos com passos rápidos para um alto risco de colapso". 

Outro dado importante é que, pelo terceiro dia consecutivo, o Espírito Santo registrou mais de 150 internações, batendo um novo recorde: 70 internações em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em 24h.

O secretário também postou foto de pessoas se manifestando em Manaus, no Amazonas, contra as medidas de isolamento, e fez críticas aos negacionistas. "Vale lembrar as imagens dos negacionistas combatendo medidas de distanciamento em Manaus e em outras cidades do Brasil. Todos vimos o resultado da sabotagem. O vírus mata, a negação extermina", afirmou.


No Espírito Santo, pessoas contrárias às medidas de isolamento também têm se manifestado nas ruas, promovendo aglomerações, em máscaras. Enquanto o governador Renato Casagrande (PSB), nessa terça-feira (16), anunciava as medidas de isolamento que passam a vigorar nesta quinta-feira (18), um grupo se manifestava na frente do Palácio Anchieta. Antes mesmo do anúncio oficial das ações da quarentena, manifestantes haviam ido na casa da mãe do governador, no domingo (14).

"Manifestantes que negam os efeitos do coronavírus saíram às ruas hoje contra medidas que tomamos para frear a transmissão e salvarmos vidas. Legítimo. Mas é inaceitável irem até a residência de minha mãe, uma idosa de 88 anos, com diversas comorbidades, com atitudes agressivas, colocando em risco a vida dela. Mais uma demonstração de que não possuem nenhum respeito à vida. Vamos seguir protegendo a população capixaba", criticou na ocasião, em suas redes sociais.

O Espírito Santo, até o momento, registrou 6.814 mortes e 350.856 casos de Covid-19 em toda a pandemia. A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ultrapassou 90%, índice considerado "gatilho" pelo governo do Estado para adoção de restrições mais rígidas para evitar o colapso do sistema de saúde.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 21 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/