Segunda, 15 Agosto 2022

Estado tem mais de 200 mil adolescentes aptos a tomar dose de reforço

vacina_covid_adolescente_helene_santos_governo_ceara Governo Ceará

Dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) mostram que, no Espírito Santo, 206 mil adolescentes entre 12 e 17 anos estão aptos a tomar a dose de reforço contra a Covid-19, que deverá ser aplicada a partir de quatro meses após a última dose do esquema vacinal primário, conforme a recomendação do Ministério da Saúde publicada na última sexta-feira (27), por meio da Nota Técnica nº 35/2022.

No Estado, com população de cerca de 338 mil adolescentes entre 12 e 17 anos, atualmente a cobertura vacinal é de 90,5 % para a primeira dose e de 71% para a segunda, de acordo com dados da Plataforma Vacina e Confia. Nesta segunda-feira (30), segundo a Sesa, a coordenação do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis irá se reunir com as regionais e referências municipais para definição de estratégias para que os municípios possam dar início à aplicação.

A Nota Técnica, de acordo com o Ministério da Saúde, foi necessária em virtude do cenário epidemiológico, com novos casos da Covid-19 em todo o território brasileiro, além da "redução da resposta imune às vacinas observadas em alguns estudos e a circulação de novas variantes em um cenário onde ainda não atingimos coberturas vacinais ótimas".

A dose de reforço deve ser aplicada preferencialmente com a vacina da Pfizer, independentemente da dose aplicada anteriormente. Se houver indisponibilidade da vacina, a Coronavac pode ser usada. Os dois imunizantes são autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para essa faixa etária.

A recomendação também vale para adolescentes que são gestantes e puérperas. No caso dos adolescentes imunossuprimidos, apenas a vacina da Pfizer deve ser utilizada.

Dados da plataforma Vacina e Confia mostram que, entre os adultos maiores de 18 anos, 90,5% tomaram a segunda dose e 53,43% se imunizaram com a terceira, sendo que a meta é 90%. Cerca de 90% dos idosos receberam dose de reforço. Entre as crianças, 52,95% estão vacinadas com primeira dose, entretanto, a meta é de 90%.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 16 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/