Terça, 21 Setembro 2021

Estado tem ociosidade na oferta de testes de antígenos e RT-PCR

teste_antigeno_jose_wagner_governo_ceara José Wagner/Governo Ceará

"Temos ociosidade da oferta de testagem de antígenos e RT-PCR", informou o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (1) juntamente ao subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin.

A ampla disponibilização de testes, explicou, visa permitir que os gestores municipais consigam investigar todos os casos sintomáticos no momento da consulta, com antígenos, e, com RT-PCR, de todos os contatos sociais e domiciliares dos sintomáticos que testarem positivo.

"Na última nota técnica já atualizamos a orientação de que seja testado com antígeno no momento da consulta se estiver sintomático. Estando na janela de investigação da Covid-19, caso teste negativo no antígeno, é indicado a preservar o isolamento e agendar o RT-PCR dentro da janela de três a oito dias para concluir a investigação e descartar de fato infecção por SARS-Co-V-2", descreveu.

O Espírito Santo, completou, tem condições "de dar passos mais ousados em testagens em terminais, como já anunciado em coletivas anteriores", bem como de iniciar uma vigilância no aeroporto de Vitória, em parceria com a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]. A ampliação da testagem, devidamente implementada nos municípios, "vai incrementar a capacidade do Estado de fazer a gestão adequada da crise que vivemos".

Nésio destacou ainda que "evitar que o Estado viva novas ondas depende exclusivamente da adesão da população, dos estabelecimentos comerciais e das instituições públicas aos protocolos de uso de máscara e levar as mãos", bem como "do sistema de saúde fazer oportuna investigação de todos os casos sintomáticos e também rastreamento dos contatos sociais e domiciliares dos pacientes positivos".

Destacada desde o início da pandemia como uma medida estratégica para o controle da pandemia, a testagem ampliada torna-se ainda mais importante no Brasil, no atual momento em que a cobertura vacinal ainda é insuficiente para controlar o número de internações e óbitos. "Infelizmente, o País não optou em tempo oportuno no ano passado de todas as ofertas de vacinas feitas ao país", lamentou o secretário.

Sazonalidade em alerta

No momento, o Estado vive uma estabilização da incidência de casos novos e de internações hospitalares em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), além de uma tendência de queda nas internações em enfermarias e no número de óbitos.

A situação, porém, ainda é de extremo cuidado. "Estamos ainda em período de alerta até final de junho, que é um período de sazonalidade, em função das condições climáticas e do padrão de interações sociais, que favorecem infecções respiratórias, incluindo SARS-CoV-2", advertiu Nésio Fernandes.

LocalizaSUS

Nésio anunciou ainda que o Estado decidiu fazer uma migração de plataforma ao longo de junho para o registro das vacinas, o que permitirá a elaboração de um novo painel estadual do chamado Vacinômetro.

O motivo é a prolongada situação de atraso, por parte do Ministério da Saúde, no registro das vacinas aplicadas nos estados e municípios e disponibilizadas no site LocalizaSUS. O problema persiste desde o início de maio, fazendo com que "as informações divulgadas diariamente pelo Ministério da Saúde não correspondam à realidade da vacinação dos estados".

Assim, "de maneira transitória, foi estabelecida uma comunicação direta com o DataSUS, na qual todos os dias, entre 18h e 19h30, o próprio DataSUS repassa o consolidado do número total de doses aplicadas de D1 e D2 no Espírito Santo e essas doses são informadas ao Consórcio de Imprensa para devida divulgação para a população brasileira", descreveu.

A solução adotada no Espírito Santo já está uso em outros estados e "representará uma capacidade de melhor organização da vacinação nos municípios, pois além do controle do estoque, permitirá que todos os municípios tenham o agendamento online por idade ou comorbidade usando a plataforma web".

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 21 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/