Sábado, 04 Dezembro 2021

'Final de ano será de retomada plena do entretenimento'

nesio_fernandes_sesa Sesa

"O final de ano será de retomada plena do entretenimento", afirmou o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, nesta terça-feira (26), diante da possibilidade de que todas as 10 microrregiões capixabas atinjam a classificação de risco muito baixo no Mapa de Risco Covid-19. "Consideramos que as festas serão, sim, liberadas, e que o verão será semelhante aos anteriores à pandemia. Acreditamos que 2022 será um momento de superação, desde que preservadas as características atuais do vírus", ressaltou.

Nésio informa que foi identificada uma variante do coronavírus no Pará, que provoca uma alteração na proteína, ocasionando uma redução de sua sensibilidade aos kits de amplificação dos testes RTPCR. Entretanto, informa, os kits do Laboratório Central (Lacen) conseguem detectá-lo.

Com a classificação em risco azul, ou seja, muito baixo, as casas de show poderão receber uma quantidade de público de acordo com sua capacidade e mediante apresentação de comprovante de vacinação com a segunda dose, segundo o subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin.

Ele afirmou também que, a partir de novembro, municípios em risco baixo para Covid-19 poderão, em eventos, atingir até 1.200 pessoas, respeitando a capacidade de 50%, além da necessidade de que, para participar, a pessoa esteja vacinada com as duas doses, dependendo da faixa etária.

Entretanto, afirma Nésio, apesar da possibilidade de o fim de ano ser de festas, os protocolos sanitários, como utilização de máscaras, devem ser cumpridos. "O comportamento da família irá determinar maior ou menor risco de se contaminar ou contaminar outras pessoas", destacou, deixando claro também que, "principalmente a população de maior risco, tem que persistir no uso das máscaras".

O secretário salientou que mesmo em contextos de controle de internação e óbito, será necessário seguir "orientações de comportamento de menor risco", como dar preferência a locais abertos para realização de eventos e trabalhar em lugares ventilados, já que ainda há circulação do vírus na sociedade.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 04 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/