Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,67
Sábado, 24 Outubro 2020

Governo amplia lotação em eventos sociais para 300 pessoas

renato_casagrande_3_leonardo_sa Leonardo Sá

O governo do Estado ampliou para 300 o número máximo de pessoas em eventos sociais, como festas de aniversários e casamentos. Em caso de cerimoniais de menor porte, o limite é de uma pessoa a cada cinco metros quadrados, dobrando, portanto, a normativa anterior, de uma pessoa a cada dez metros quadrados. A lotação maior vale também para eventos corporativos, como seminários, palestras e afins. 

As novas regras se aplicam somente para os municípios em risco baixo e passam a valer a partir do dia 23 deste mês. Estão mantidas, no entanto, as regras em vigência, como: bloqueio do acesso a pistas de dança; distância mínima de dois metros entre as mesas onde sentarão os convidados; marcação de lugares, devendo-se organizá-los de forma que o compartilhamento de mesas ocorra apenas entre convidados que pertençam ao mesmo grupo familiar ou social; oferta de recipiente de álcool para higienização das mãos em cada uma das mesas; entre outras medidas previstas na Portaria da Secretaria da Saúde (Sesa) Nº 186-R/2020.

Ficam mantidas também a suspensão da realização de eventos e atividades com a presença de público, tais como shows, comícios e passeatas, independentemente do quantitativo de pessoas.

As flexibilizações foram anunciadas em pronunciamento feito pelo governador Renato Casagrande (PSB) na noite desta sexta-feira (9), quando ele também apresentou o 26º Mapa de Risco de Covid-19, que tem validade entre a próxima segunda-feira (12) e o domingo seguinte (18). 

Nele, apenas três municípios estão em risco moderado (amarelo): Montanha, no noroeste, Ibatiba, no Caparaó, e Anchieta, no litoral sul. Os demais estão em risco baixo (verde).

Durante o pronunciamento, o governador relatou alguns números mais positivos da pandemia, como a continuidade da redução da ocupação hospitalar, estando hoje em 40% a ocupação dos 713 leitos de UTI disponíveis para pacientes de Covid-19. "São cerca de 300 pessoas internadas, já tivemos mais de 600", comparou. 

As médias móveis de óbitos sete e de 14 dias estão abaixo de dez, tendo sido registrados cerca de doze óbitos nessa quinta e sexta-feira. "Estamos reduzindo óbitos no Estado nesses últimos meses. Agosto teve 583, setembro teve 362 óbitos e outubro, nesses primeiros nove dias, foram 85 óbitos. Mês a mês, graças a Deus e ao trabalho que coordenamos com diversas pessoas, municípios e entidades, estamos alcançando resultados. Mas é um número grande ainda", avaliou. 

O aumento do índice de transmissão (Rt), que na Grande Vitória está em torno de 1 e no Espírito Santo como um todo maior que 0,8, Casagrande associa às aglomerações do feriado de sete de setembro e às que se seguiram à data, desde então, bem como à ampliação da testagem, que hoje é feita em todas as pessoas sintomáticas, independentemente da idade e existência de comorbidades, e em todos os contatos diretos intradomiciliares dos testados positivos. "O número de casos subiu mais do que os óbitos, o que mostra uma situação de estabilidade. Não estamos em queda, mas estamos em estabilidade com relação aos óbitos", disse.

Às vésperas de um novo feriadão, Casagrande renovou orientações sobre os protocolos de etiqueta individuais em tempos de pandemia, que são o uso de máscara, a não-aglomeração, o distanciamento social e a higienização constante das mãos. "Quero pedir a todos os capixabas muita disciplina e muito cuidado durante este feriado, para que possamos continuar reduzindo o número de óbitos".

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 24 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection