Sexta, 24 Setembro 2021

Mapa fica menos vermelho, mas 'devemos manter a disciplina’, pede Casagrande

mapa_de_rsico_58

O 58º Mapa de Risco Covid-19 do Espírito Santo, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (7) e o domingo (13), tem 13 municípios classificados em risco baixo, 46 em risco moderado e 19 em risco alto. No mapa anterior, eram 27 em vermelho, 42 em amarelo e nove em verde.

Na Grande Vitória, apenas Vila Velha está em risco alto, tendo os demais migrado para moderado e Viana permanecido em baixo. Entre os chamados municípios-polo, Linhares e São Mateus, no norte, estão em risco moderado; Colatina, no centro-oeste, em risco baixo; e Cachoeiro de Itapemirim, no sul, em risco moderado.

Anunciado nesta sexta-feira (4), o mapa está menos vermelho e mais amarelo e verde, mas, segundo ressaltou o governador Renato Casagrande, não significa que a população pode relaxar na disciplina em relação às medidas de prevenção ao novo coronavírus.

"Melhoramos muito, mas é importante que você continue colaborando, que a gente tenha disciplina. Impedimos uma nova onda da doença avançando na vacinação, mas enquanto não temos vacina, precisamos manter o distanciamento, usar máscara, não aglomerar, lavar as mãos, tudo o que a gente já sabe, tendo disciplina necessária pra salvar vidas", conclamou.

Em paralelo, o esforço para o avanço da vacinação permanece. Nesta quinta (3) e sexta, Casagrande visitou alguns municípios capixabas, como Guaçuí, Jerônimo Monteiro, Presidente Kennedy e Itapemirim, para incentivar a vacinação. A mensagem central das visitas foi: "se tiver vacina no município, tem que colocar no braço dos capixabas", enunciou.

Comércio

Junto com a nova coloração do Mapa de Risco, a próxima semana terá ampliação do horário de funcionamento do comércio nos municípios de risco alto, no dia de sábado. O comércio de rua, que hoje funciona de 10h às 14h, poderá abrir mais cedo e fechar no mesmo horário. Já os shoppings poderão continuar abrindo ao meio-dia, mas ao invés de fechar às 16h, poderão funcionar até às 20h.

Indicadores

O governador citou ainda alguns indicadores de gestão da pandemia e epidemiológicos durante seu pronunciamento. "Temos uma boa posição nacional na aplicação da primeira dose e estamos avançando na segunda. A ausência da Coronavac atrapalhou um pouco a segunda dose, mas esperamos que, na próxima semana, a gente receba mais doses do Butantan para avançar na D2 e impedir uma nova onda".

Sobre a média móvel de 14 dias de óbitos, baixou para um pouco mais que 27. "É muito alta ainda, mas infelizmente já tivemos, nessa onda que está caindo agora, 72 óbitos por dia na média móvel de 14 dias", comparou.

Classificação dos municípios

Risco baixo: Baixo Guandu, Castelo, Colatina, Iconha, Itaguaçu, Itarana, João Neiva, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, São Roque do Canaã, Viana e Vila Pavão.

Risco moderado: Afonso Cláudio, Águia Branca, Alegre, Alto Rio Novo, Apiacá, Aracruz, Atílio Vivácqua, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Conceição da Barra, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Governador Lindenberg, Guaçuí, Guarapari, Ibiraçu, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Linhares, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Pancas, Piúma, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Mateus, Serra, Vargem Alta, Vila Valério e Vitória.

Risco alto: Água Doce do Norte, Alfredo Chaves, Anchieta, Conceição do Castelo, Ecoporanga, Fundão, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Itapemirim, Iúna, Mantenópolis, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, São José do Calçado, Sooretama, Venda Nova do Imigrante e Vila Velha.

Painel Covid-19

O Painel Covid-19 confirmou, nesta sexta-feira (4), 29 óbitos e 829 novos casos da doença no Estado, totalizando, até o momento, 10,9 mil mortes e 487,9 mil casos confirmados. A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) está em 70,33%, considerando os 991 leitos dedicados exclusivamente para os pacientes com Covid-19, e em 63,48%, considerando também os leitos que podem voltar a ser disponibilizados para a enfermidade e que totalizam 1.098.

Matriz de Risco

A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. 

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 24 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/