Dólar Comercial: R$ 5,56 • Euro: R$ 6,58
Sábado, 24 Outubro 2020

'Não zeramos os óbitos ainda. Risco baixo não é ausência de risco', adverte governador

renato_casagrande_meio_sorriso_secom Secom

"Risco baixo não é ausência de risco. Estamos perdendo em média 13 a 14 pessoas por dia. Se não tivermos cuidado, podemos retroceder. Nós estamos pedindo muita disciplina às pessoas, mantendo distanciando, usando máscaras, fazendo a higiene das mãos, evitando aglomerações". O pedido foi feito pelo governador Renato Casagrande (PSB) em pronunciamento em suas redes sociais na noite desta sexta-feira (4), ao anunciar o 21º Mapa de Risco para Covid-19 no Espírito Santo. 

"Nós conseguimos ofertar leitos para todos que precisam. A taxa de ocupação de leitos de UTI hoje é de 54%, já chegou a 90%! Mas não reduzimos os óbitos como queríamos, não zeramos os óbitos ainda!", advertiu. "É preciso que a gente continue avançando. Nós passamos por momentos de muita dificuldade, estamos agora conseguindo reduzir óbitos e contágios e ampliar as atividades econômicas e sociais. Que nós continuemos avançando até não ter nenhum óbito no Estado. Podemos zerar óbitos sem ter a vacina", declarou.

O 21º Mapa de Risco traz (veja abaixo a lista completa), pela segunda semana consecutiva, apenas duas cidades com risco alto: Ibatiba, que subiu o grau de risco, e São Mateus, que continua em vermelho. Em risco moderado estão 48 cidades, três a menos que a semana anterior. E em risco baixo, são 28, três a mais que o último mapeamento. Entre elas, Vitória e Serra, as duas primeiras cidades da região metropolitana a se pintarem de verde no mapa depois de meses, desde que iniciou a etapa de subida das curvas de contágio e mortes. 

O coeficiente de casos ativos nos últimos 28 dias está em 251 Vitoria e em 344 na Serra, ambos, um nível considerado leve. A testagem capital está em 104 por mil habitantes e em 76 por mil na Serra. "A partir de 66 testes por mil habitantes, caracteriza ameaça leve", ressaltou o comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Cerqueira, ao explicar como foi possível alcançar a nova classificação na Grande Vitória de dois dos quatro mais populosos municípios do Estado

Já a média móvel de óbitos de 14 dias, a maior preocupação do Estado, está em 0,79 em Vitoria, o que significa 11 óbitos nos últimos 14 dias, e em 1,14 na Serra, significando 16 óbitos nos últimos 14 dias, caracterizando um nível de ameaça moderado. "Houve o isolamento social, agora temos a convivência social. Mas não podemos esquecer de praticar os comportamentos de uso de máscara, distanciamento e higiene", reforçou

"Essas três ameaças, na média ponderada, produzem a classificação do risco", resumiu o governador, citando os três critérios da nova matriz de risco, que tem ainda, como eixo de vulnerabilidade, a taxa de ocupação de leitos potenciais de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para Covid-19.

"O município pode avançar se controlar efetivamente o número de casos ativos, fazer mais testagem e isolar os casos ativos. Isso melhora a situação e a classificação de risco do município", explicou.

"Risco baixo não é ausência de risco", reafirmou Casagrande, salientando que, nesses municípios em verde, toda as atividades econômicas estão liberadas para funcionarem em horário normal. "Não tem restrição de horário para o comércio, para restaurantes e bares, para shoppings, mas desde que dentro do protocolo da secretaria de saúde, de distanciamento, uso de máscara, álcool-gel", disse.

Em decreto a ser publicado neste sábado (5), mais duas atividades serão liberadas nas cidades de risco baixo e moderado: prática de atividades coletivas aeróbicas em locais abertos sem público; e prática de pilates e similares para a população acima de 60 anos (as duas destacadas em vermelho nas figuras abaixo).

Classificação dos municípios

RISCO ALTO: Ibatiba e São Mateus.

RISCO MODERADO: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alfredo Chaves, Anchieta, Apiacá, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Governador Lindenberg, Guaçuí, Guarapari, Ibitirama, Irupi, Itapemirim, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marataízes, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Piúma, Ponto Belo, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, São Roque do Canaã, Sooretama, Vargem Alta, Viana, Vila Pavão, Vila Valério e Vila Velha.

RISCO BAIXO: Alegre, Alto Rio Novo, Aracruz, Atílio Vivacqua, Baixo Guandu, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Castelo, Divino de São Lourenço, Fundão, Ibiraçu, Iconha, Itaguaçu, Itarana, João Neiva, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Presidente Kennedy, Santa Leopoldina, São Gabriel da Palha, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São José do Calçado, Serra, Venda Nova do Imigrante e Vitória.

Painel Covid-19

O Painel Covid-19 do governo do Estado confirmou, até o momento, 114,7 mil casos da doença e 3.235 óbitos, além de 103.782 pessoas curadas, 88.950 suspeitos e 144.877 descartados. Já foram feitos 315.773 testes. A letalidade está em 2,8%.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 24 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection