Quinta, 13 Junho 2024

Transmissão e óbitos por Covid-19 reduzem no Espírito Santo

vacina_e_confia_casagrande_rodrigo_araujo_governo_es Rodrigo Araújo/Governo ES

O governador Renato Casagrande, em pronunciamento nesta sexta-feira (25), informou que a transmissão e o número de óbitos por Covid-19 reduziram no Espírito Santo. Ele destacou que a semana com maior índice de transmissões na quarta onda da pandemia foi a última de janeiro deste ano, com cerca de 113 mil novos casos. Na semana passada, foram cerca de 19 mil. Até essa quinta-feira (24), uma média de 7,4 mil. "Nesta semana, que ainda não fechou, naturalmente não chegaremos a 10 mil casos", prevê.

A média móvel dos últimos 14 dias no que diz respeito à transmissão foi de 2,3 mil, uma redução, segundo o governador, de 74% se comparado a anterior. O ápice das mortes por Covid-19 na quarta onda da crise sanitária foi na segunda semana de fevereiro, com 178 óbitos. Na semana passada aconteceram 130. Até essa quinta-feira (24), 64. Apesar da redução, o gestor destaca que o Espírito Santo ainda perde 17 pessoas por dia para a doença.

O governador alerta que ainda não é possível falar em fim da pandemia e reforçou a necessidade de manutenção dos protocolos sanitários e de completar o esquema vacinal. "Para continuar tendo notícias boas, é preciso manter os cuidados", ressaltou. Ele recordou que a recomendação aos municípios é para que não se tenha carnaval e salientou que essa festividade pode ser um "momento de possibilidade de transmissão maior", assim como aconteceu com as festas de fim de ano.

Em pronunciamento nas suas redes sociais no dia 11 de fevereiro, Renato Casagrande informou que o Espírito Santo vivia, naquele momento, um crescimento exponencial de óbitos por Covid-19. Os dados apresentados nesta sexta-feira confirmam a previsão feita pelo gestor, quando disse que a expectativa era de, a partir da semana seguinte, haver estabilidade para, posteriormente, ter início a queda do número de óbitos.

Essa situação se devia ao fato de que a média móvel de infecções naquela semana havia sido reduzida. Casagrande afirmou, naquela ocasião, que haviam sido registrados cerca de 7,6 mil novos casos da doença, uma redução de 43% se comparado aos 14 dias anteriores, quando a quantidade foi de cerca de 13,5 mil.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/